Imprensa

Aeroagrícola patrocina Semana Agronômica em GO

/ /

     Controle de alvos difíceis, melhoria do desempenho fitossanitário, aumento da capacidade operacional, proteção dos polinizadores e outros aspectos que se resumem sempre em boas páticas aeroagrícola. E eficiência, que, no fim, também acaba sendo consequência de boas práticas. Esse círculo virtuoso foi a tônica da palestra do pós-doutor em Tecnologia de Aplicação de Produtos Fitossanitários João Paulo Rodrigues da Cunha, durante a 16ª Semana Agronômica (Seagro), realizada no início do mês em Rio Verde/GO.

    Com o tema Desafios e inovações na aplicação aérea de produtos fitossanitários, Cunha falou no dia 4, durante boa parte da manhã, para uma plateia lotada de estudantes e profissionais da agricultura. Segundo o palestrante, a ideia foi esclarecer o funcionamento e a potencialidade da aplicação aérea, de forma a mostrar a eficiência e a segurança operacional da atividade. Além de desmontar alguns mitos em torno do assunto e detalhar as boas práticas.

   Ele também apresentou as principais inovações tecnológicas que estão a disposição do setor, que permitem incrementar a segurança e efetividade das pulverizações aéreas. “No debate foi discutido o potencial dos principais equipamentos disponíveis no mercado para aplicação aérea, e sua ligação com a eficácia de controle de pragas, doenças e plantas infestantes”, explica.

FORTALECIMENTO

   Promovido pela Faculdade de Agronomia da Universidade de Rio Verde (UniRV) e pelo Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal da instituição, o evento teve como principal patrocinador a empresa Fort Aviação Agrícola, que foi também quem trouxe o especialista para falar no evento e ainda participar de um debate e rodada de dúvidas sobre o tema.

     Além de um dos mais renomados especialistas do País em tecnologias de aplicação aérea, Cunha é um dos coordenadores do programa Certificação Aeroagrícola Sustentável (CAS), o primeiro (e até agora único) selo independente de qualidade ambiental da aviação agrícola brasileira. Segundo o sócio-gerente da Fort, Clertan Alves Macedo, além da Seagro de Rio Verde ser um dos maiores encontros do gênero na região, a palestra foi relevante não só pelo caráter acadêmico, mas também pelo nível de esclarecimento sobre a importância e segurança do setor aeroagrícola. “Nos fortalece junto à sociedade”, ressalta. 

Com certificação ISO 9001 e detentora do selo CAS, a Fort seguidamente realiza ou participa de atividades para mostrar a importância do setor aeroagrícola para o País e aproximar o setor da sociedade. Para a diretora da Faculdade de Agronomia, Laura Bonifácio Guimarães, o evento trouxe novidades para o município, que é referência no setor agrícola, o que possibilita a implantação de novas técnicas para a produção no Sudoeste Goiano. “É indiscutível o sucesso alcançado pela Semana Agronômica, tornando, portanto, imprescindível sua realização anualmente, que não só atendeu como superou as expectativas tanto dos organizadores quanto de seus participantes”, declarou, no fechamento da Seagro.

Clertan Macedo (segundo a partir da direita) e João paulo Cunha (centro) foram homenageados pela direção da UniRV

Eficiência e segurança aeroagrícola no foco da palestra na 16ª Seagro

Cunha: especialista falou para uma plateia lotada de estudantes e profissionais do agro

Cunha: especialista falou para uma plateia lotada de estudantes e profissionais do agro