Imprensa

Aeroagrícola reúne crianças em ação anual pelo Dia da Árvore em São Paulo

/ /

    Cerca de 90 crianças participaram na manhã dessa quarta-feira (26), em Orlândia/SP, de atividades com foco na importância do cuidado com as matas e do transporte alternativo para a defesa do meio ambiente. A movimentação foi promovida pela empresa Tangará Aeroagrícola, que pelo segundo ano consecutivo recebeu a visita dos alunos da Escolinha do Faz de Conta, de Educação Infantil, para comemorar o Dia da Árvore. A data, na verdade, foi celebrada na última sexta (21), quando a programação teve que ser adiada devido à chuva que caiu naquele dia. Além de plantar mudas de árvores na área junto aos hangares e participar de brincadeiras, os pequenos vibraram com uma simulação de combate aéreo a incêndio florestal, feito pela Tangará.

  “Agora virou programação anual. Começamos em 2017 com as crianças trazendo sementes colocadas no avião para semeadura de uma área de reflorestamento e, desta vez, mostramos a elas como a aviação agrícola protege as matas. Com certeza, em 2019 estarão todos aqui de novo”, ressaltou o sócio-gerente da Tangará e diretor do Sindag, Thiago Magalhães. Além do plantio de mudas de árvores – trazidas pelo empresário Américo Alves, que ajudou a coordenar o trabalho da escola, os pequenos também visitaram as mudas que haviam sido plantadas no ano passado. “E colocaram, em todas elas, placas identificando cada espécie”, completou Magalhães.

   Quanto ao transporte alternativo, a ideia foi incentivada a partir do circuito das bicicletas: pedalando, a criançada aprendeu sobre a importância tanto do exercício quanto de se optar por meios de transporte que não queimem combustíveis. Os pequenos ainda receberam lanche e, durante a demonstração de combate a incêndio, aprenderam também sobre o cuidado com fogo e a não jogar lixo na natureza.

   CURIOSIDADE: A demonstração de combate a incêndio feita às crianças em Orlândia também remete a um tipo de missão que há quase 50 anos é oficialmente prerrogativa da aviação agrícola (conforme o Decreto-Lei nº 917, de 7 de outubro de 1969). E atualmente São Paulo é o Estado que melhor utiliza essa ferramenta, seguindo o modelo operacional da Califórnia, nos Estados Unidos. Para isso, o governo paulista (através dos bombeiros e Defesa Civil) contrata as empresas aeroagrícolas por licitação, ficando cada uma responsável pela prontidão contra emergências em sua região.

Como demonstraram dois treinamentos simultâneos ocorridos em agosto, em São José do Rio Preto e Rio Claro, com duas aeronaves e mais de 200 homens do Corpo de Bombeiros. Sem falar em ações voluntárias das empresas, como a própria Tangará, que em 2017 fez uma operação em Ribeirão Preto, contra chamas próximas a um condomínio da cidade.

Manhã teve também brincadeiras e lanche

Pequenos aprenderam como reflorestar e preservar as matas

Pequenos plantaram mudas de árvores…

Crianças têm encontro anual na Tangará para celebrar a natureza

Mudas plantadas em 2017 e agora ganharam placas identificando cada espécie

Bicicletas: atividades também deram ênfase à importância do transporte alternativo

… e também conferiram como estavam as mudas plantadas no ano passado

Pequenos aprenderam como reflorestar e preservar as matas

Pequenos aprenderam como reflorestar e preservar as matas