Imprensa

Agenda para consolidar parcerias e preparar ações no Centro-Oeste

/ /

    O segundo dia do roteiro do Sindag no Mato Grosso, nessa terça-feira (5), teve encontros que consolidaram o apoio de entidades do setor produtivo para uma série ações durante o ano no Estado, junto a produtores rurais, operadores e autoridades. Além disso, o sindicato aeroagrícola reforçou a busca de subsídios para seu Sistema de Documentação – serviço que auxilia os operadores a se manterem em dia com todos os requisitos da (vasta) legislação federal e dos Estados. A entidade está sendo representada na agenda local pelo secretário executivo Júnior Oliveira.

    O roteiro começou na segunda, com encontros também com empresários aeroagrícolas, pilotos e outros profissionais do setor. As reuniões seguem nessa quarta no MT e, na quinta (dia 7), o trabalho de articulação será junto a entidades do MS. O objetivo do Sindag é ter encontros nos próximos meses com entidades de diversos Estados, reforçando parcerias e consolidando a comunicação em prol do setor com autoridades e órgãos reguladores

SETOR PRODUTIVO

    Oliveira esteve na terça no Instituto Mato-grossense do Algodão (IMA), na Associação dos Distribuidores de Insumos Agropecuários (Andav), no Sindicato das Indústrias Sulcroalcooleiras do MT (Sindalcool) e na sede do Grupo Bom Futuro. Em todas elas, os encontros tiveram uma apresentação do Sindag (ações, estratégias e cenário do setor aeroagrícola) e a proposta de um trabalho conjunto de aproximação e esclarecimento com produtores e junto à sociedade.

    O representante do Sindag conversou com os diretores Álvaro Salles (IMA), Erika Segóvia (Andav) e Jorge dos Santos (Sindalcool). O IMA, por exemplo, colocou à disposição do sindicato cinco unidades distribuídas pelo Estado para a realização de palestras durante o ano – apresentando o setor aeroagrícola para produtores de soja, algodão, cana-de-açúcar e milho.

    O Instituto, através do coordenador de Projetos Márcio Souza, também acompanhou a reunião do Sindag com o Grupo Bom Futuro, onde oliveira conversou com o diretor Jose Vengrus Filho, o gerente técnico Inácio Modesto Filho e o assessor Luiz Nery Ribas. Ali o foco foi a parceria em ações de boas práticas e qualificação do setor – além de atuar em diversas culturas, o Bom Futuro possui aeronaves agrícolas próprias.

DOCUMENTAÇÃO E SEMINÁRIO COM DEPUTADOS

    No Instituto de Defesa Agropecuária do Mato Grosso (Indea), Oliveira conversou com o chefe da Coordenadoria de Defesa Vegetal do órgão, Renan Tomazele, solicitando o checklist de documentos exigidos das empresas aeroagrícolas. O objetivo é complementar o banco de dados do Sistema Nacional de Documentação da Aviação Agrícola (Sisvag) – onde as associadas do Sindag podem conferir as legislações e regulamentações sobre aviação agrícola em todo o País.

    Já na Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso (Famato), o encontro com o presidente Normando Curral e assessores da entidade foi para alinhavar o papel das duas entidades Seminário de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária do MT. O evento deverá ocorrer na Assembleia Legislativa do Estado, com foco nos parlamentares. Os preparativos para o evento seguem em pauta na manhã dessa quarta, entre o representante do Sindag e técnicos da Famato. 

O representante do Sindag conversou no IMA com o diretor Álvaro Salles …

… na Andav com Erika Segóvia …

… e no Sindalcool com Jorge dos Santos

Bom Futuro: José Vengros (diretor) , Márcio Souza (IMA), Luiz Nery Ribas (assessor), Inácio Modesto Filho (gerente técnico) e Oliveira

Famato: reunião com o presidente Normando Curral e assessores