Imprensa

Argentina: Entidades aeroagrícolas e órgãos fiscalização se unem contra operadores piratas

/ /

O combate a operadores aeroagrícolas piratas na província de Córdoba, na Argentina, e a padronização nas ações de fiscalização de empresas do setor foram os itens na pauta da reunião ocorrida na última semana, na cidade de Córdoba (capital da província). Os operadores foram representados pela Federação Argentina das Câmaras Agroaéreas (Fearca) e Câmaras Agroaéreas Cordobesas (CEAC) e das províncias de Buenos Aires (CAPBA), Chaco (CEACH) e do Noroeste argentino (CANOA). Já entre as autoridades governamentais estavam representantes da Administração Nacional de Aviação Civil (Anac) e Direção-Geral de Fiscalização e Controle do Ministério da Agricultura.

Ficou definido que as ações antipiratas (uma demanda dos próprios operadores legalizados) serão encabeçadas pelo Ministério da Agricultura, com suporte de inspetores da Anac. Também foram definidos os critérios para os casos desde advertência até emissão de autos de infração para operadores legalizados que eventualmente apresentarem falhas e para as autuações, inclusive no âmbito penal, para os operadores irregulares. No encontro, os órgãos de fiscalização também pediram às entidades aeroagrícolas uma lista dos operadores piratas que elas tenham conhecimento que operam na província.

Segundo a notícia divulgada pela Fearca (clique AQUI para ver), a ação faz parte do esforço da entidade por uma aviação agrícola legal, profissional e sustentável. A ideia das entidades e agentes é estender a ação para todas as províncias do país.

Foto: Fearca