Galeria de fotos

Aviação agrícola foi destaque no Congresso Brasileiro de Algodão

A importância da aviação agrícola, os equipamentos utilizados pelo setor e sua segurança foram temas da palestra do engenheiro agrônomo Rodrigo Franco Dias, da Campear Agricultura/Biomonte Pesquisa, no 11º Congresso Brasileiro de Algodão (CBA), que ocorreu em Macieó/AL. Dias foi um dos convidados para o minicurso Tecnologias de aplicação para melhorar a eficiência no controle de pragas, ministrado no dia 29 de agosto.

“O foco, no meu caso, foi reforçar a importância e a segurança da aviação e a tecnologia que garante sua precisão e eficácia”, salientou Dias. O minicurso destacou o uso de aviões e drones no combate ao bicudo e teve ainda dois outros palestrantes: Marcelo Rodrigues Caires, da Associação Sul Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul), e Marcos Vilela, do Centro Brasileiro de Bioaeronáutica.

DRONES E FATORES

Vilela, que coordenou o minicurso, ressaltou o potencial do drone, como instrumento para preencher uma lacuna em arremates ou áreas pequenas. “O que precisamos é desenvolver os equipamentos e as formas ideais de aplicação e logística para ele, acompanhando os outros princípios de tecnologia de aplicação no tratamento das pragas de algodão.”

Já Marcelo Caires abordou as tecnologias e a qualidade de operação, o que inclui a observação de uma série de fatores, que vão desde os climáticos, e relativos aos ventos, bem como o momento certo de aplicação, calibragem dos equipamentos e outros.

O 11°CBA foi até a sexta (1° de setembro) e, em quatro dias, reuniu em torno de 1,2 mil participantes de toda a cadeia produtiva. O evento ocorreu no Centro de Convenções de Maceió e foi promovido pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa).

Foto: Aílton Cruz

Maceió, 29 de agosto de 2017
Palestrante: Mario Massayuki Inomoto.
11º Congresso Brasileiro do Alagodão, realizado no Centro Cultural e de Exposição Ruth Cardoso. Alagoas – Brasil.
Foto: Ailton Cruz