Imprensa

Aviação agrícola marca presença na Fenasucro & Agrocana, em Sertãozinho

/ /

No mesmo local que no início do mês recebeu o maior encontro aerogrícola da história, setor agora marca presença como parceiro de uma das mais importantes culturas agrícolas do País

Este ano a aviação agrícola estará presente pela primeira vez na Fenasucro & Agrocana com a exposição de um avião turboélice AT-502B, fabricado pela empresa norte-americana Air Tractor. A aeronave será exposta junto com equipamentos embarcados e de solo, além de um veículo de apoio utilizado nas operações em lavouras. A feira é a maior do mundo no setor sucroenergético e terá sua 27ª edição de terça-feira (20) até sexta (23), no Centro de Eventos Zanini, em Sertãozinho/SP. A mostra do Sindag e da empresa Tangará Aeroagrícola (de Orlândia) será na parte externa do pavilhão do evento.

“A ideia foi apresentar aos visitantes o cenário completo da rotina em campo”, explica o presidente do Sindag, Thiago Magalhães. Ali o público poderá conferir também a sensação de um voo agrícola em realidade virtual, com a equipe da Aeroglobo (representante da Air Tractor no Brasil). “Teremos ainda a distribuição a revista Flapinho para a criançada”, completa Magalhães, sobre a publicação do Sindag voltada para o público infantil, com brincadeiras e figuras de aviões para colorir, além de dados sobre o setor aeroagrícola.  

Final de semana está sendo de preparativos para a mostra que começa na terça

Sócio-gerente da Tangará, à qual pertence o avião exposto, Magalhães conta que durante toda a programação haverá pessoal de sua empresa e da Aeroglobo explicando como funciona o segmento e as vantagens do avião nas lavouras. Ou seja, as apresentações serão tanto para produtores querendo saber mais sobre as vantagens da ferramenta e operadores querendo conhecer o avião, como para o público em geral que queria aprender um pouco sobre o setor.

SETORES PARCEIROS

O Brasil tem segunda maior frota de aviões agrícolas do planeta, com cerca de 2,2 mil aeronaves – atrás apenas dos norte-americanos. São Paulo tem a terceira maior frota entre os Estados, com 317 aeronaves. A ferramenta aérea é indispensável para a produção de cana-de-açúcar, da qual o Brasil é o maior produtor mundial e os paulistas respondem por 55% da produção nacional. A cultura responde por 35% da riqueza agrícola do Estado, que é também o maior produtor mundial de etanol.

Além disso, o local onde ocorre a Fenasucro é o mesmo onde o Sindag teve no início do mês o fechamento do Congresso da Aviação Agrícola do Brasil 2019. Com um recorde de público que deixou grandes expectativas para o Congresso 2020, que também será ali, de 28 a 30 de julho.