Imprensa

BID e Mapa fecham acordo para investir R$ 630 milhões no controle de pragas e doenças

/ /

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) firmou acordo nesta semana com Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) prevendo um investimento de US$ 200 milhões (equivalente a cerca de R$ 630 milhões) para ações de defesa agropecuária no País. Desse montante, US$ 160 milhões serão para o controle e erradicação de pragas vegetais e de doenças de animais (como febre aftosa). O recurso deve ser usado também no fortalecimento das ações de fiscalização e defesa agropecuária feitas pelo ministério.

O pacote prevê ainda outros US$ 35 milhões para melhoria do Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias (Sisbravet), implantação do Parque Tecnológico em Defesa Agropecuária, vinculado ao Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro) de Pedro Leopoldo, em Minas Gerais, e do Centro Regional de Avaliação de Risco. O governo brasileiro deve entrar ainda com uma contrapartida de US$ 5 milhões para gastos com equipamentos e infraestrutura.

Segundo a notícia publicada pela Agência Brasil, o desembolso inicial do BID será até 15% do total. O cronograma e os detalhes sobre o financiamento e início do repasse estão sendo definidos ao longo desta semana por técnicos do banco e do Mapa. Conforme o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Luís Rangel, os recursos serão liberados de forma parcelada e condicionada ao cumprimento das metas.

 

Secretário Luis Rangel, em Reunião com representantes do BID. Foto Antonio Araujo/Mapa