Imprensa

Bomba elétrica de combustível do Ipanema deve ser acionada também em voo de cruzeiro

/ /

    A Embraer divulgou na última semana um Boletim de Informação recomendando aos operadores de aeronaves Ipanema que mantenham a bomba elétrica auxiliar de combustível ligada em todas as fases do voo, INCLUINDO CRUZEIRO. A medida já valia anteriormente para a decolagem, aterragem e voo agrícola e constava no próprio manual da aeronave como uma necessária para prevenir perda de potência pela quebra da bomba mecânica.

Veja AQUI o documento

   A própria Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) havia emitido em 2008 a Diretriz de Aeronavegabilidade 2008-04-01 para que a obrigatoriedade de uso da bomba elétrica fosse alertada em um placar afixado no painel de instrumentos da aeronave (sem a menção do voo de cruzeiro).

PERDA DE FORÇA

    A iniciativa da Embraer de estender a recomendação veio após relato de um caso de perda de potência em voo de cruzeiro em altitude crítica para acionamento da bomba elétrica auxiliar. Segundo a empresa, o próprio manual de operação do Ipanema será revisado para incluir a mudança. Além disso, ainda de acordo com a Embraer, aeronaves a partir do número de série 20001200, ou que aplicaram o Boletim de Serviço (BS) 200-024-0016, já possuem o sistema automático de acionamento da bomba elétrica incorporado na aeronave, garantindo o seu acionamento em todas as fases de voo. 

   As medidas valem para operadores dos modelos EMB-200, EMB-200A, EMB-201, EMB-201A, EMB-202, EMB-202A e EMB-203 “IPANEMA”.