Imprensa

Bulas e receituários em pauta na Comissão de Assuntos da Aviação Agrícola

/ /

Alterações em bulas e receituários agronômicos foram os temas centrais da reunião da Comissão Especial de Assuntos da Aviação Agrícola (CEAAA), na tarde desta segunda-feira, na sede do Ministério da Agricultura, em Brasília. O encontro reuniu também representantes do Ibama e da Anvisa e o Sindag esteve representado pelo presidente, Júlio Kämpf, o vice Nelson Peña e pelo secretário Francisco Dias da Silva. Além do diretor-executivo do sindicato, Gabriel Colle, e do assessor parlamentar José Cordeiro de Araújo.

Conforme Júlio Kämpf, o encontro teve como positiva uma sinalização de revisão das bulas de defensivos. “Na verdade, decidiu pela elaboração de um documento do colegiado, solicitando a atualização das bulas prevendo, por exemplo, novas tecnologias de aplicação. Pelo menos é algum avanço, já que há anos vínhamos batendo nessa tecla sem nenhuma resposta”, ressalta.

RACIONALIDADE

O principal argumento apresentado os órgãos presentes foi de que as bulas antigas acabam sendo prejudiciais ao próprio meio ambiente. “Temos novas tecnologias e técnicas mais racionais de aplicação que, pela lei, não poderiam ser usadas por não estarem previstas nas instruções dos produtos”, resume o presidente.

Já no caso dos receituários agronômicos, a questão ainda não andou. “Continuamos tentando, já que o princípio é o mesmo”, completa Kämpf. Basicamente, o Sindag pleiteia uma flexibilização para que o engenheiro agrônomo possa emitir prescrições de dosagens diferentes das previstas nas bulas e ainda possibilitar a combinação de alguns produtos. Também racionalizando as aplicações e, em alguns casos, reduzindo a quantidade de produtos.

A reunião da CEAAA também teve uma apresentação sobre o Congresso Sindag Mercosul e Latino-americano, que vai ocorrer em agosto, em Canela/RS, e sobre os 70 anos da aviação agrícola no Brasil. Composto também por representantes da ANVISA, IBAMA, ANAC e Ministério do Trabalho, o colegiado tem como função promover o debate técnico das políticas e iniciativas que afetem a aviação agrícola nacional – inclusive a criação de regulamentos.

AGENDA EM BRASÍLIA

A reunião da CEAA integra uma agenda intensa do Sindag neta semana na capital federal. A terça, pela manhã, a reunião do Conselho Consultivo da Anac no qual o sindicato tem assento como um dos membros 18 titulares. Já a tarde, também na Anac, será de conversas com o Grupo Técnico da Agência no Congresso Nacional.

A agenda da comitiva do Sindag na quarta-feira será reuniões com representantes da Aprosoja Brasil, Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) e União das Usinas de Cana-de-Açúcar (Unica). Já a tarde terá reunião no gabinete do deputado federal Gerônimo Goergen (PP/RS) e com o virologista Pedro Luiz Tauil, na Universidade de Brasília (UnB).

Na quinta, os representantes do sindicato aeroagrícola terão um encontro com o senador Ronaldo Caiado (DEM/GO).