Imprensa

Congresso 2019 já consolida importância como vitrine de lançamentos

/ /

Oito meses antes do evento em Sertãozinho/SP, metade dos espaços já foram comercializados para a mostra de tecnologias e equipamentos e empresas participantes preparam novidades

Além da expectativa de novo recorde de participação, o Congresso da Aviação Agrícola do Brasil 2019 que vai ocorrer de 30 de julho a 1º de agosto, em Sertãozinho/SP – deve consolidar o evento promovido pelo Sindag como uma das principais vitrines mundiais de novas tecnologias para o setor. Inovações muitas vezes desenvolvidas pelos fornecedores a partir de demandas apresentadas pelos próprios operadores aeroagrícolas em edições do evento.

    Caso da DA Aviação, de Birigui/SP, que vai levar para seu estande em Sertãozinho um sistema redundante de bomba de combustível criado este ano pela empresa. Conforme a diretora da empresa, Maria Regina Dona Celestino, o projeto foi elaborado a partir de conversas com operadores no Congresso da Aviação ocorrido em agosto, em Maringá/PR. “Em apenas 60 dias já tínhamos o sistema pronto”, assinala. Maria Regina também adianta que a empresa pretende mostrar no evento deste ano seu projeto 2020 para um motor bicombustível (avgas e etanol) com injeção eletrônica.

VITRINE E MERCADO

    Pouco mais de um mês depois do lançamento oficial (ocorrido em 26 de outubro) e oito meses antes de sua abertura, Congresso da Aviação em Sertãozinho já tem 53% dos espaços comercializados em sua feira de tecnologias e equipamentos, para 41 empresas que já garantiram presença na edição 2019. Além da importância da vitrine, parte da animação se deve também à localização do evento no interior paulista e à expectativa de bons ventos para o mercado no que vem.

    Entre as participações confirmadas, a CSA Centro de Serviços Aeronáuticos, de Goiânia/GO, mais do que triplicou o espaço reservado para 2019, em relação os 18 metros quadrados do estande ocupado este ano em Maringá. “A expectativa é boa para 2019 também pela localização estratégica”, comenta o gerente Bruno Alves de Melo, sobre a edição em Sertãozinho.

    Outro expositor entusiasmado, o empresário Sergio Zanoni, da Zanoni Equipamentos, de Paranavaí/PR, aposta em um impulso para a soja em 2019, causado pelas diferenças entre Estados Unidos e China no mercado internacional. O que, por aqui, deverá representar maior necessidade de aviões nas lavouras. E, claro, equipamentos de pulverização, como os fabricados pela empresa paranaense.

    “Temos tido um bom crescimento ano a ano e o congresso do Sindag tem colaborado muito com isso” reforça, sobre a importância do espaço para mostrar seus lançamentos. Aliás, no embalo desse crescimento, Zanoni também estará na próxima semana na feira da Associação Nacional de Aviação Agrícola dos Estados Unidos (NAAA, na sigla em inglês). “Estivemos no ano passado, onde inclusive visitamos o estande do Sindag lá, e vamos de novo agora”, comenta o empresário.

    O sindicato aeroagrícola participa da feira da NAAA desde 2016, conforme uma parceria firmada com a entidade norte-americana. O Sindag também aproveita o intercâmbio para incentivar os empresários brasileiros a buscarem o mercado norte-americano (maior do mundo, no ranking que tem o Brasil em segundo) e para trazer expositores internacionais para o evento brasileiro.

NOVIDADES: paralelo a dezenas de palestras e debates, a mostra de tecnologias do Congresso traz o que há de melhor no setor no mundo