Imprensa

Congresso da Aviação Agrícola de 2019 será em Sertãozinho, São Paulo

/ /

O Congresso da Aviação Agrícola do Brasil em 2019 será nos dias 30 de julho a 1º de agosto, em Sertãozinho, no interior de São Paulo. Mais precisamente, no pavilhão do Centro de Eventos Zanini (Marginal João Olézio Marques, 3.563). O anúncio foi feito no lançamento oficial do evento, transmitido há pouco via YouTube, no canal Sindag Aviação Agrícola, do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola. O anúncio marcou também o início das inscrições – feitas via site do Sindag (www.sindag.org.br/congressosindag) e da venda dos estandes da mostra comercial e de tecnologias do evento.

O congresso promovido pelo Sindag é o maior encontro aeroagrícola do País e um dos maiores eventos do mundo no setor, sendo, por isso, a principal referência nas discussões de cenários e políticas para a aviação agrícola e na divulgação de novas tecnologias, além de ser a principal vitrine brasileira para indústrias de aeronaves e tecnologias embarcadas, bem como de fornecedores de equipamentos e serviços.

A expectativa é que o Congresso 2019 mantenha a sequência de recordes de participação que vem desde 2016. Só na edição deste ano, ocorrida em agosto, em Maringá/PR, foram 2,1 mil visitantes, 89 expositores (de 20 Estados e oito países) e 35 palestras e debates técnicos. Um sinal positivo nesse sentido é o fato de que 80% das empresas participantes da mostra na edição paranaense já haviam manifestado a decisão de estarem presentes em 2019, independentemente do local do evento.

DEMONSTRAÇÕES AÉREAS

O anúncio do local ficou a cargo do diretor Thiago Magalhães, coordenador do Grupo Institucional do Sindag, que definiu a escolha da cidade e, a partir de agora, se envolve diretamente na preparação do evento. “Trata-se de um local de fácil acesso e com uma boa malha viária”, ressaltou, sobre Sertãozinho. “Além disso ali ocorre uma das maiores feiras do agro (do Estado)”, completou, a respeito da estrutura da área destinada ao encontro aeroagrícola. Já o diretor-executivo da entidade, Gabriel Colle, agradeceu ás outras cidades paulistas que haviam se oferecido para sediar o evento. “Apesar de ser itinerante, o Congresso da Aviação Agrícola tem essa característica de procurar ficar próximo de onde o setor opera”, comentou. São Paulo tem a terceira maior frota de aviação agrícola do País e o segundo maior número de empresas atuando no setor.

Segundo a coordenadora de Eventos do Sindag, Marília Guenter, entre as novidades para o Congresso da Aviação Agrícola 2019 está o fato de que haverá demonstrações aéreas no local, mesmo não sendo em um aeródromo. Para isso, os aviões vão decolar da base da empresa Garcia Aviação Agrícola, situada a cinco quilômetros da feira, já no município de Ribeirão Preto, e farão as simulações de pulverização e de combate a incêndio em uma área nos fundos Centro de Eventos.

“Isso foi um grande ganho. Não precisaremos montar toda uma estrutura coberta para a Congresso, necessária caso o evento fosse em aeródromo e, ainda assim, teremos a apresentação as tecnologias de aplicação sem que o público precise de deslocar para outro local para assistir”, comentou Marília. Por isso também a programação será de três dias – o dia extra seria necessário justamente caso o público necessitasse se deslocar. “O que diminui gastos e dá agilidade ao evento”, completou a coordenadora.

Espaço para pequenas empresas

O local do Congresso da Aviação Agrícola de 2019 terá ainda uma vantagem extra para os expositores. Como a toda estrutura do evento (estandes, auditório e praça de alimentação) não ocupará os 12 mil metros quadrados do pavilhão do Centro de Eventos Zanini, isso possibilitará oferecer estacionamento coberto para as empresas com stands. Uma ajuda e tanto para o vai e vem de equipamentos, principalmente em caso de chuva.

Já na mostra de tecnologias, outra inovação será a Ilha das Pequenas Empresas. Nesse caso, um espaço aberto, com mesas e cadeiras, onde os pequenos empreendedores de produtos e serviços poderão interagir com o público. “Será um espaço sem divisórias, com um banner para identificar a pequena empresa, com custo reduzido justamente para incentivar quem está iniciando”, explicou Marília.

Outra inovação será na parte de alimentação, com um restaurante montado do lado de fora do pavilhão e uma praça de food trucks na parte interna, para lanches e petiscos. Semelhante ao que é feito na Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergética (Fenasucro & Agrocana), realizada todos os anos no espaço – e que vai ocorrer três semanas depois do encontro aeroagrícola.

O Sindag deverá ainda aumentar a exposição de banners, uma novidade introduzida na edição de 2018 para valorizar as ações das empresas associadas junto às suas comunidades. A mostra das ações realizadas pelas empresas tem como foco tanto multiplicar as iniciativas no meio aeroagrícola como apresentar ao público em geral o esforço do setor em ações de responsabilidade socioambiental, demonstrando o engajamento como signatário do Pacto Global da ONU, incentivando e promovendo o crescimento sustentável, cidadania e a proteção ao meio ambiente.

Pavilhão da feira tem 12 mil metros quadrados

Espaço da mostra de tecnologias e auditórios, além de espaço da praça de alimentação