Imprensa

Convenção aeroagrícola nos EUA encerra com saldo positivo para os brasileiros

/ /

Tecnologia daqui foi destaque na programação que terminou na quinta-feira na Flórida, com troca de experiencias pelo Sindag e perspectivas de novos expositores e visitantes estrangeiros para o congresso do Brasil em 2020 

Em uma edição este ano com maior destaque à tecnologia brasileira e o cenário do setor por aqui (temas em uma das palestras do encontro), o Sindag novamente marcou presença na convenção da Associação Nacional de Aviação Agrícola dos Estados Unidos (AG Aviation Expo). A programação ocorreu na última semana (de 18 a 21), no hotel Rosen Shingle Creek, em Orlando, na Flórida. Segundo o presidente do sindicato aeroagrícola, Thiago Magalhães Silva, a parceria existente desde 2016 entre com a NAAA (na sigla em inglês da entidade coirmã estrangeira) mais uma vez deverá beneficiar o Congresso da Aviação Agrícola do Brasil, marcado para 28 a 30 de julho de 2020, em Sertãozinho/SP.

A delegação brasileira, que contou ainda com o vice-presidente Jorge Toledo e o diretor-executivo Gabriel Colle, teve uma série de reuniões para captação de empresas investidoras no Brasil. Além de ter prospectado oito novos expositores para o congresso do Sindag – que, como ocorre a cada triênio, no ano que vem terá abrangência de Mercosul e América Latina.

Os brasileiros também trocaram informações sobre gestão e articulação com executivos da NAAA e empresas aeroagrícolas de lá, além de distribuir convites para o evento daqui. Para completar, os dirigentes brasileiros participaram de palestras sobre informações em primeira mão a respeito de tendências e mercado mundial de aviação agrícolas.  

“A parceria Sindag/NAAA é um benefício de mão dupla. Existe um grande mercado para fornecedores brasileiros na América do Norte. Ao mesmo tempo, é importante trazer também mais opções de tecnologias e fornecedores para os operadores brasileiros. Com isso, todo o mercado acaba se aperfeiçoando”, avalia Magalhães.

TEMAS

Entre os temas que interessam aos brasileiros, foram destaques na AG Aviation Expo as apresentações das empresas Air Tractor, sobre os números de 2019 e os desafios da fabricante para 2020, e da Thrush Aircraft, que está se reerguendo depois de uma turbulência, mas já com planos para crescer no ano que vem.

Segundo o diretor Gabriel Colle, chamou a atenção detalhes da realidade norte-americana, como a oferta crescente de pilotos no mercado aeroagrícola de lá, além da queda da venda de aviões, pelas condições climáticas menos favoráveis este ano. “A tecnologia apresentada na feira da NAAA é muito semelhante à que temos em nosso congresso no Brasil e eles também estão focados em melhorar a comunicação do setor com a sociedade”, destaca Colle. Outra característica universal é a necessidade de aprimorar a gestão para cortar custos, tendo em vista as margens menores de lucro. Também foi discutido lá o desafio de preparar a sucessão nas empresas familiares.

O estande do Sindag no evento recebeu a visita de associados brasileiros e outros profissionais do setor em visita à feira, além de parceiros daqui e dos Estados Unidos. Sobre o estande, aliás, mais uma vez foi destaque também o projeto Aviação Agrícola 360 Graus, do Ibravag – o exemplo de comunicação focado em levar as pessoas para embarcarem em uma operação aeroagrícola com óculos de realidade virtual encantou o público norte-americano.

Evento da NAAA, coirmã norte-americana do Sindag, reuniu palestrantes e expositores entre a segunda e a quinta-feira

Com destaque para o balanço do ano e planos para 2020 das fabricantes Thrush (acima) e Air Tractor (abaixo) que atendem também o mercado brasileiro

Dirigentes do Sindag receberam no estande brasileiro desde parceiros da entidade e até associados daqui que visitaram a feira lá…

… como os empresários Rodrigo Fernandes (Imagem Aviação Agrícola), Diego Preuss (DP Aviação) e a piloto Juliana Torchetti Coppick (primeira brasileira a pilotar agrícola nos EUA)…

… além dos representantes da Aviation Parts…

… e da Zanoni Equipamentos

Já o público em geral pôde conhecer iniciativas como o Aviação Agrícola 360 Graus, do Ibravag