Imprensa

Em quatro dias, Sindag teve 14 reuniões com 19 entidades, além de visitas e encontro com operadores no Centro Oeste

/ /

    O secretário executivo do Sindag, Júnior Oliveira, encerrou na quinta-feira (7) uma agenda institucional do sindicato aeroagrícola no Centro–Oeste, que teve uma série de encontros no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, desde a última segunda (5). Ao todo, foram 14 reuniões em quatro dias, com 19 entidades, duas visitas a empresas aeroagrícolas e uma edição do projeto Sindag na Estrada (que reuniu 12 profissionais).

    O fechamento foi em Campo Grande, com uma reunião entre diversas entidades do agro sul-matogrossense (representantes de governo, produtores, técnicos, indústria e outros). A ideia foi alinhavar um trabalho em conjunto de transparência, qualificação e boas práticas no campo. O grupo deve se encontrar novamente em março, para uma conversa de nivelamento de informações. “Todos vão apresentar seu trabalho e percepções, para a partir daí desenharmos uma ação coordenada”, ressalta Oliveira.

    Além do Sindag, o grupo tem a Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), Associação dos Produtores de Bioenergia do Estado (Biosul) e a Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore). Também integram a lista a Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav), Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev) e Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg). Já na parte governamental e de classe estão a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea/MS), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro).

MATO GROSSO

    Antes da ida à capital sul-matogrossense, a maior parte dos compromissos foram no Mato Grosso, onde Oliveira conversou na quarta à tarde com técnicos da Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso (Famato), representantes do Ministério da Agricultura e do Crea/MT, além de parlamentares na Assembleia Legislativa. Na Famato, a conversa foi para alinhavar o papel das duas entidades Seminário de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária do MT, que deverá ocorrer na Assembleia Legislativa – assunto que já havia sido pauta no dia anterior, entre Oliveira e o presidente da Federação, Normando Curral.

    No Mapa, o representante do setor aeroagrícola foi recebido pelos chefes da Divisão de Defesa Agropecuária, Alzira Araújo, do Serviço de Fiscalização de Insumos e Sanidade Vegetal, Sidnei Cruz, e pelo fiscal Nilo Nascimento. A conversa ali foi abordou fluxo de informações sobre o setor, regramento e transparência. No Crea/MT, a reunião foi com o presidente João Pedro Valente e o assessor técnico da Câmara de Agronomia, Érico de Mello – principalmente sobre ações de incentivos a boas práticas e regras na cobrança de Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs).

    Já na Assembleia, Oliveira visitou os gabinetes dos deputados estaduais Wilson Santos (PSDB), Max Russi (PSB) e Xuxu dal Molin (PSC). Ele deixou materiais informativos sobre a aviação agrícola, além e falar sobre a tecnologia, segurança e importância do setor.

    O roteiro veio na sequencia que teve a segunda e terça-feira a 26ª edição do projeto Sindag na Estrada, além de encontros que consolidaram o apoio de entidades do setor produtivo para uma série ações durante o ano no Estado.

Mapa/MT: Oliveira, Nilo Nascimento, Alzira Araújo e Sidnei Cruz

Crea/MT: com o presidente João Pedro Valente e o assessor Érico de Mello

Com o deputado Wilson Santos (PSDB)…

… recebido pelo chefe de gabinete do deputado Max Russi (PSB), Ademir Gaspar Lima

… e com o chefe de gabinete do deputado Xuxu dal Molin (PSC), Junior Betanin