Imprensa

Empresários têm encontro marcado na Academia de Líderes na próxima semana

/ /

   A próxima semana será de Academia de Líderes para empresários aeroagrícolas de diversas partes do País, que têm encontro marcado na quinta e sexta-feira (dias 27 e 28) em Goiânia/GO. A movimentação vai ocorrer no – no Comfort Hotel (Avenida Dr. Ismerino Soares de Carvalho, 52) e a promoção é do Sindag, com patrocínio da Travicar Tecnologia Agrícola. Em sua segunda edição, curso é voltado a sócios proprietários de empresas associadas ao Sindag e serão 25 participantes em dois dias de imersão em atividades que vão das 8 às 18 horas.

   O roteiro da II Academia de Líderes da Aviação Agrícola Brasileira abrange temas como vivência e autopercepção, liderança e comunicação, além da troca de experiências. São diversos exercícios simulando situações de conflitos, gestão de pessoal e tomadas de decisões. O currículo abrange ainda oportunidades no setor, planejamento e relações com o mercado, discutindo também questões éticas e reputação. Os instrutores são da administradora Luiza Utzig, fundadora da Três Desenvolvimento Humano, junto com o diretor-executivo do Sindag, Gabriel Colle e o secretário executivo da entidade, Júnior Oliveira.

Primeira edição da Academia ocorreu no ano passado, no interior paulista

   Como patrocinadora, a Travicar aposta na iniciativa desde a sua primeira edição, ocorrida em abril do ano passado, em Ribeirão Preto/SP. Segundo o gerente comercial da empresa, Juliano Petry, o motivo do entusiasmo é a própria filosofia da Academia de Líderes, com a qual a empresa porto-alegrense se identifica bastante. “Como uma das empresas mais antigas no setor do País, ao logo dos anos a Travicar também precisou ir além do desenvolvimento de produtos e tecnologias cada vez mais inovadoras”, assinala Petry.

   Conforme o diretor-executivo Gabriel Colle, a proposta é promover um salto de excelência para as empresas, aprimorando a humanização das relações internas e externas de cada uma. “Além da alta tecnologia presente na rotina dessas empresas, seus dirigentes precisam estar atentos a formas modernas de gestão, com foco nos processos humanos e na própria visão estratégica de mercado e sociedade”, destaca.