Imprensa

Exemplo de entendimento entre setor aeroagrícola e escola na Argentina

/ /

O exemplo de entendimento entre um empresário aeroagrícola e a comunidade de uma escola rural da província do Chaco, na Argentina, foi destaque do programa Costumbre Rurales, que foi ao ar no último mês, no Canal Rural argentino. A reportagem tem como pano de fundo a discussão sobre a importância e segurança da aviação agrícola e os potenciais prejuízos sociais e econômicos das tentativas de restringir ou até proibir o setor baseada unicamente em mitos e desinformação.

Com o título Aviação agrícola e escolas rurais, o programa mostra a iniciativa do empresário Marcelo Belich, que procurou a Escola Rural P 877, situada próxima a uma área de lavoura de sua propriedade, em General Piñedo, no departamento de Doce de Octubre. Ele conversou com diretores e professores sobre as rotinas e segurança da aviação e a própria engenheira agrônoma da empresa aeroagrícola esteve na escola em várias palestras para tirar todas as dúvidas dos profissionais e alunos.

Apesar da segurança das distâncias regulamentares e do cuidado com as condições meteorológicas e da tecnologia de precisão, ficou acertado que as aplicações próximas ocorreriam em turno inverso ao do funcionamento da escola. “Nunca tivemos problema nenhum (…) e a convivência tem se mostrado plenamente possível”, contou a diretora da escola Viviana Guerra, no vídeo.

A matéria também ouviu o presidente da Federação Argentina de Câmaras Agroaéreas (Fearca), Cesar Antonietti, sobre a importância da fermenta aérea para a Argentina atingir o nível de produção que necessita e destacou ainda outros pontos sobre o tema. Inclusive o quanto a falta de diálogo pode provocar ressentimento baseado nos mitos.

Clique AQUI para ver a reportagem completa