Imprensa

Farsul vai reunir operadores privados no RS e trabalhar junto com o Sindag pelo setor

/ /

   A Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) está criando uma Comissão de Aviação Agrícola, para reunir os produtores rurais que têm suas próprias aeronaves e a intenção é trabalhar em conjunto com o Sindag, para fortalecer o setor. A informação foi divulgada nessa quarta-feira (29), pelo futuro coordenador do grupo e presidente do Sindicato Rural de Cruz Alta, Daniel Jobim Badaraco. Ele conversou com o Momento Aeroagrícola durante a 41ª Expointer, que ocorrer em Esteio/RS.

Veja a entrevista abaixo

   O próximo passo será a instalação oficial do grupo (ainda não agendada). Conforme Badaraco, a partir daí a primeira ação será buscar os produtores com aviões e convidá-los para encontros, ao mesmo tempo em que ele deve estreitar os contatos com o Sindag. O sindicato aeroagrícola, por sua vez, apoia a iniciativa. “Temos muito a colaborar com ações de segurança operacional e ambiental e com a própria comunicação com a sociedade. Por outro lado, o segmento sairá fortalecido na solução de demandas comuns”, ressalta o diretor-executivo do Sindag, Gabriel Colle.

   Além de berço da aviação agrícola brasileira, o Rio Grande do Sul é o segundo Estado no País com o maior número de aeronaves agrícolas: 427 aviões, segundo levantamento junto à Anac (o primeiro lugar do ranking é o Mato Grosso, com 464 aviões). A frota gaúcha está dividida entre 77 empresas aeroagrícolas (o maior número do País) e 48 operadores privados, como são chamados os agricultores ou cooperativas que têm seus próprios aviões.