Galeria de fotos

Fenatrigo: aviação com saldo positivo, de olho na tecnologia e terceirização

    Uma feira extremamente positiva para a imagem da aviação e com oportunidade de captar diversos clientes entre produtores que não utilizam a ferramenta aérea. Essa foi a avaliação dos irmãos Caetano e João Osório Egert, sócios da Destaque Aviação Agrícola, sobre a participação da associada do Sindag na 15ª Festa Nacional do Trigo (Fenatrigo), que terminou nesse domingo (19), em Cruz Alta, no Noroeste gaúcho. A feira havia começado na quarta-feira (15) no Parque Integrado de Exposições do Municípios e a Destaque participou pela segunda vez do evento, que é bianual. E promete voltar em 2021.

    A empresa, com sede em São Vicente do Sul, levou para a feira um avião e equipamentos para expor em seu estande. “O diferencial este ano foi justamente a quantidade de contatos com produtores que não estavam fazendo uso da aviação há pelo menos 10 ou 15 anos. Pelo trabalho bem feito na região, pudemos mostrar a eles eficiência que tem hoje o setor aeroagrícola e o quanto eles podem ter de lucro com o uso da ferramenta”, assinala Caetano. “Mesmo para aqueles que são autossuficientes com auto propelidos, nós provamos que não estariam apenas trocando seis por meia dúzia”, completa.

    Os irmãos Egert também conversaram sobre o setor com autoridades durante a feira em Cruz Alta. Os encontros incluíram o secretário Municipal de Desenvolvimento, Emerson de Souza, o deputado federal Pedro Westphalen (PP/RS), o secretário estadual de Agricultura, Covatti Filho e o presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Elmar Konrad. Os empresários tiveram ainda a visita dos consultores Agadir e Cléria Mossmann (Mossmann Assessoria e Consultoria Aeroagrícola), parceiros do Sindag e que, até o dia 28, estão realizando o roteiro de 11 encontros do projeto Sindag na Estrada pelo Rio Grande do Sul.

OPORTUNIDADE

    A expectativa de aumento na área de trigo para este ano provavelmente foi um dos fatores que beneficiou a Destaque na feira. Conforme o chefe extensionista rural da Emater de Cruz Alta, Gustavo Rafael Basso, a previsão é de que, só no município, haja um aumento de 25% na área de plantio, que deve chegar a 15 mil hectares. Segundo ele, trata-se justamente de produtores que estão valorizando o produto e focando em diminuir o custo com os maquinários, funcionários e colaboradores.

    O que também “casa” com uma das principais estratégias indicadas pelo Sindag para aumento da participação aeroagrícola no mercado. Ou seja, mostrar aos produtores as vantagens da terceirização frente aos custos com manutenção e pessoal para os equipamentos próprios – sem falar na própria imobilização de patrimônio na entressafra.

    A 15ª Fenatrigo teve ainda, no sábado, a Abertura Oficial do Plantio de Trigo no Estado. Isso além de uma série de debates técnicos e palestras sobre produtos, tecnologias e mercado, além de uma mostra pecuária e até apresentações artísticas, entre outras atrações.

Os empresários com o secretário municipal Emerson de Souza e o deputado federal Pedro Westphalen

João Osório e Caetano com o secretário estadual Covatti Filho e o presidente da Farsul, Elmar Konrad

Os empresários receberam a visita dos consultores Agadir e Cléria Mossmann

Palestra do secretário Covatti Filho