Imprensa

Freios Birigui: sucesso de vendas no Congresso Sindag mesmo antes do evento

/ /

Para a empresa Freios Birigui, o sucesso do Congresso Sindag Mercosul e Latino-Americano começou semanas antes do início oficial do evento, marcado para daqui a 12 dias, em Canela/RS. Conforme o diretor Marcelo Spirandeli Júnior, foi preciso apenas a fornecedora paulista de pastilhas, discos e outros componentes para freios anunciar que estaria entre as expositoras do evento para já ter encomendas de metade do material que levaria para a feira. “O cliente vai retirar no Congresso, mas até já pagou pelo material”, festeja Júnior. “Tive que colocar as máquinas aqui para trabalhar acelerado a fim de preparar mais itens para levar a Canela.”

O diretor conta que a participação a mostra de tecnologias e equipamentos do Congresso Sindag está sendo uma volta da Freios Birigui no circuito de feiras. “A empresa havia participado de eventos nos anos 70, depois parou. A nossa (re)estreia foi, na verdade, em junho, em Araras/SP (durante a AeroFest). Até o Sindag teve um estande lá e o resultado foi muito bom para nós”, conta.

Júnior explica que já havia visitado outras edições do Congresso Sindag e se impressionou com o tamanho do evento. “Alguns clientes já nos perguntavam porque não participávamos. Aí, neste ano, achamos interessante a proposta do Sindag e topamos. E já estamos felizes com o resultado.” A empresa ainda fez uma promoção em sua página no Facebook, dando inscrições para o Congresso Sindag para os 10 primeiros clientes que fizessem compras na loja (pessoalmente ou à distância).

A Freios Birigui existe desde 1965, na cidade que deu nome à empresa. O início foi fornecendo peças para aviação de garimpo, época em que a empresa desenvolveu um freio ainda mais eficiente do que os importados que existiam no mercado – crucial para pilotos que operavam em pistas curtas. “Hoje, 70% da clientela é da aviação agrícola”, explica Júnior. A empresa fornece para todo o País e tem alguns clientes no Mercosul. Por isso, chega ao congresso em Canela também de olho em ampliar horizontes nos países vizinhos que estarão representados no evento.

“Vamos levar para o Congresso principalmente pastilhas e discos de freio, que são itens pequenos, o que facilita a venda na hora”, ressalta Júnior. Mas a empresa terá também material de mostra, para encomendas.