Imprensa

Governo da Gâmbia é criticado por vender seus aviões agrícolas

/ /

   O governo da República da Gâmbia, na África, vendeu os dois únicos aviões agrícolas do país – ambos modelo Air Tractor AT-802A – por 240 mil euros para uma empresa da Guiné-Bissau. A venda foi autorizada no último dia 10, pelo Gabinete do Governo do presidente Adama Barrow, que deu carta branca ao Ministério das Finanças e Assuntos Econômicos concluir o negócio.  A venda foi criticada na imprensa do país, já que os aviões haviam sido comprados em 2005, pelo então presidente Yahya Jammeh, depois de uma grande praga de gafanhotos que em 2004 colocou o país todo em estado de emergência alimentar.

   As aeronaves custaram na época mais de de US$ 1 milhão e foram destinadas também ao trato de lavouras quanto ao combate à malária (pulverizações contra mosquitos) e combate a incêndios florestais. Agora, segundo matéria publicada na última sexta-feira (11) pelo jornal Jollof News, do Senegambia (confederação que abrange Senegal e Gâmbia), agora o país estaria desprotegido contra pragas.

   Segundo o jornal, chamou a atenção o fato da negociação ter ocorrido sem nenhuma justificativa oficial ou mesmo qualquer anúncio de que o governo pretendia se desfazer das aeronaves ou que elas estivessem à venda.

Veja a notícia :

Gambia’s Only Crop Spraying Planes Flogged For 240,000 Euros