Imprensa

Grupo de Segurança da Aviação reforça recomendação sobre bomba de combustível

/ /

    O Grupo Brasileiro de Segurança Operacional da Aviação Geral (Bgast) publicou no início do mês e segue divulgando uma recomendação sobre a importâncias dos operadores aéreos – especialmente agrícolas – orientarem seus pilotos sobre a importância de manterem ligada ou em automático a bomba auxiliar de combustível das aeronaves. A chamada, segundo o Bgast, ocorre em vista de um número significativo de acidentes na aviação geral – com aeronaves monomotor a pistão – terem sido provocados por falha na bomba principal de combustível.

    O documento lembra que a orientação sobre o melhor procedimentos (ligada o tempo todo ou em automático) deve ser conferido no manual de cada avião, mas é essencial para a segurança. Isso porque em muitos casos de pane, o piloto pode não ter tempo de ligar manualmente a bomba auxiliar – por exemplo, porque o avião está em voo baixo ou porque a perda de repentina rotação faz com que seja preciso um tempo para religar o motor.

    Vinculado à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o Bgast é formado por representantes de organizações governamentais ligadas ao setor, da indústria aeronáutica e de associações da aviação. O grupo se reúne trimestralmente e tem seu próximo encontro agendado para o próximo dia 13, na sede da Anac em São Paulo.

    O documento do Grupo de Segurança foi publicado em forma de perguntas e respostas sobre as principais dúvidas a respeito do tema e pode ser conferido clicando AQUI