Imprensa

Lá como aqui: artigo sobre a importância da aviação na agricultura em Maryland/EUA

/ /

   Com parâmetros na maior parte aplicáveis ao Brasil, o diretor de Relações Governamentais do Maryland Farm Bureau, Colby Ferguson, publicou na última semana um artigo em um jornal norte-americano que mostra o quanto a aviação é importante para a agricultura de seu Estado. O texto saiu no jornal The Frederick News-Post, da cidade de Frederick (a 80 km de Washington). Segundo ele, as cerca de 12 mil fazendas do Estado de Maryland são responsáveis por US$ 2,2 bilhões, da produção de milho, soja, grãos pequenos, verduras, aves, laticínios e frutos do mar.

Clique AQUI para ver o artigo original

   Falando da aviação geral (com transporte de insumos e até monitoramento de florestas), Ferguson coloca ênfase na aviação agrícola não só nas fases de semeadura e no trato de lavouras, mas também na semeadura de pastagens e adubação verde. “Durante o outono e inverno, o aumento da chuva pode causar erosão e esgotar os nutrientes no solo. A única maneira de evitar isso é plantando culturas de cobertura (…) para reter os nutrientes”, ressalta.

   Sobre vantagens também seguidamente relacionadas no Brasil pelo Sindag, o diretor do bureau agrícola lembra que “durante as estações mais úmidas, a aviação é a única maneira de aplicar os produtos que garantem as colheitas, porque os equipamentos terrestres seriam incapazes de se mover através do solo úmido.” Sobre a proteção ambiental, Ferguson lembra que a aviação é essencial para avaliar danos de tempestades e combater incêndios nos mais de 80 mil hectares de florestas em reservas estaduais.

SOBRE A ENTIDADE

   O Maryland Farm Bureau é uma organização sem fins lucrativos que abrange 26 mil famílias. Sustentado por contribuições voluntárias, a entidade tem como finalidade promover o desenvolvimento do setor e a qualidade de vida dos agricultores, além de aproximar os produtores da sociedade e representa-los no Legislativo.