Imprensa

Laudo isenta aviação em morte de abelhas e operadores se encontram com apicultores

/ /

O convívio entre agricultura e apicultores foi o tema de uma reunião ocorrida nessa segunda-feira (dia 5) no Sindicato Rural do Vale do Rio Grande de Barretos e Região, em Barretos/SP. O encontro teve a participação de representantes do Ibama, apicultores e operadores aeroagrícolas e produtores rurais e serviu também para isentar a aviação agrícola de um caso de morte de abelhas ocorrido no final de janeiro na região. O apicultor Ellis Vaz de Almeida Sobrinho, uma das lideranças locais na atividade, apresentou o resultado do exame laboratorial das abelhas mortas, que apontou o problema teve origem provavelmente em uma aplicação terrestre.

Segundo laudo do laboratório, da cidade de Campinas, os inícios que levaram a essa conclusão foi o tipo de produto (não utilizado em pulverizações aéreas) e o tamanho de gota (condizente com equipamentos terrestres). Para o empresário Rodrigo Fernandes, da empresa Imagem Aviação Agrícola, de Monções/SP, o laudo apresentado pelo apicultor serviu para reforçar a segurança do setor aeroagrícola. “Mas nós reforçamos a necessidade dos criadores informarem a localização de suas colmeias e se estabelecer uma troca de informações entre as partes, para um manejo que possa proteger as abelhas.”

A conversa em Barretos foi coordenada pelo presidente do Sindicato e vereador local, Nestor Leonel dos Santos, e contou também com representantes das empresas Aplimax e Fama Aviação Agrícola. A ideia, segundo o vereador, é marcar mais uma reunião para discutir o tema, em data ainda a ser acertada. Enquanto isso, o Sindag e os empresários aeroagrícolas locais seguem empenhados em estabelecer com os apicultores o protocolo de ações para garantir que o trabalho nas lavouras possa ser realizado sem prejudicar as colmeias. Esforço que, aliás, já havia sido alinhavado na última semana, em uma conversa entre o diretor do sindicato aeroagrícola Marcelo Amaral (Pachu Aviação Agrícola, de Olímpia/SP) e o apicultor Ellis Sobrinho.

Reunião teve participação de representantes do Ibama, de emrpesas aeroagrícolas, da Câmara de Vereadores, produtores rurais e apicultores