Imprensa

Mapa discute regulamentação do uso de drones em lavouras

/ /

   O embrião de uma discussão sobre a regulamentação do uso de veículos aéreos não-tripulados (vants, na terminologia oficial, mas mais conhecido como drones) no âmbito do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para operações em lavouras. Essa foi a pauta de uma reunião técnica ocorrida na segunda-feira (26), na Superintendência Federal de Agricultura (SFA) em Porto Alegre. O encontro foi coordenado pelo chefe da Divisão de Mecanização e Aviação Agrícola (DMAA) do Mapa, Luís Gustavo Asp Pacheco, com a presença de outros representantes do Ministério. O Sindag foi representado pelo secretário executivo Júnior Oliveira e participaram também o diretor da empresa SkyDrones/SkyAgri, (associada ao Sindag) Ulf Bogdawa, o consultor Marcelo Drescher e representantes da Syngenta e da Bayer

   O debate, que deve prosseguir em 2019, está se iniciando a partir de questionamentos recebidos pelo Mapa, inclusive de departamentos de vigilância agropecuária dos Estados, tendo em vista que o Ministério é o órgão encarregado de fiscalizar as aplicações aéreas. Para o uso geral, os drones são regulamentados desde ano passado pelo Regulamento Brasileiro de Aviação Civil Especial (RBAC -E) nº 94, publicado em maio pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A discussão deverá envolver a Comissão Especial de Assuntos de Aviação Agrícola, representantes do setor produtivo, fabricantes de drones, pesquisadores e outros especialistas.