Imprensa

Mercado aeroagrícola é apresentado no Congresso Brasileiro de Agronomia

/ /

O atual cenário do mercado aeroagrícola brasileiro, os desafios da comunicação com a sociedade, a tecnologia e a alta regulamentação, ações de boas práticas e a importância do setor para o País foram temas na fala do secretário-executivo do Sindag, Gabriel Colle, durante o 31º Congresso Brasileiro de Agronomia (CBA), quinta-feira, no Rio de Janeiro. Colle foi um dos debatedores na mesa redonda Novidades no Mercado de Trabalho, ocorrida à tarde, e focou ainda na importância da aviação para o desenvolvimento ambientalmente sustentável da agricultura.

A sustentabilidade foi tema na fala também dos outros debatedores da mesa: o agrônomo Eduardo Azeredo, consultor da empresa Agrosuisse para ações agricultura sustentável e controle biológico de pragas, e o analista de mercado Rodrigo Rocha Barbosa, da Videirainvest Empreendimentos, que apresentou os conceitos do crowdfarming, que se baseia no cultivo agrícola por encomenda e com entrega a domicílio. O moderador foi o diretor da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (Cofaeab), Marcos Marcon.

Diretor do Sindag apresentou um panorama do setor aeroagrícola a profissionais e lideranças de todo o País

CONTATOS

Entre a terça e a sexta-feira do CBA, Colle também conversou com para agrônomos, extensionistas, representantes de instituições de ensino e lideranças do setor agrícola de todo o País. O Sindag teve convite renovado para participar da programação da próxima edição do evento, daqui a dois anos, além de participar de encontros de agronomia no Mato Grosso, maranhão, Santa Catarina, Piauí e Mato Grosso do Sul.

O CBA é o maior evento da agronomia brasileira, voltado para profissionais e estudantes do setor agrário, além de interessados na temática da sustentabilidade no campo. Promovido pela Cofaeab e realizado pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Rio de Janeiro (Aearj), a edição deste ano teve como tema Agronomia do Presente: Cooperativismo, Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação. Os quatro dias tiveram ainda apresentações de trabalhos científicos, mostra de produtos e plataformas digitais e cursos de atualização profissional.

Sem falar nas palestras de figuras como os ex-ministros da Agricultura Alysson Paolinelli e Roberto Rodrigues, do diretor de Assistência Técnica e gerencial do Serviço nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Matheus Ferreira Pinto da Silva; representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (Fao) no Brasil, Rafael Zavala, e do ex-diretor-geral do órgão, José Francisco Graziano da Silva, entre outros nomes, de instituições de todo o País.