Imprensa

Mudanças no curso de prevenção de acidentes na aviação agrícola

/ /

A reformulação do Curso de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos – Aeroagrícola (CPAA-AG), realizado todos os anos pelo Quinto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa V), foi pauta da reunião ocorrida quinta-feira (5), na sede do órgão, em Canoas/RS. O Sindag foi representado no encontro pelo secretário executivo Júnior Oliveira, que estava acompanhado do diretor Alan Seger Poulsen (Taim Aero Agrícola) e do empresário Enio de Cesere (Santa Vitória Aviação Agrícola) – ambos instrutores no curso.

O CPAA-AG teve em 2019 sua 9ª edição e continuará sendo realizado pelo Seripa V, dentro do escopo do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), porém, deste ano em diante na foram de um workshop. Um dos motivos o novo formato são as mudanças introduzidas pelo Programa Brasileiro para a Segurança Operacional da Aviação Civil (PSO-BR), que passaram para a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as ações de prevenção de acidentes. Ficando para o Cenipa (e os Seripas) as atividades de investigação de acidentes. “O CPAA-AG não é mais obrigatório no currículo dos coordenadores de segurança das empresas aeroagrícolas”, explica Oliveira. No entanto, ele será mantido com duração menor, mas mais consistente. A ideia é que, em forma de workshop, ele se torne também mais dinâmico e interativo.