Imprensa

Nativa Aviação Agrícola recebe homenagem e representa Sindag na Abertura da Colheita do Trigo

/ /

A empresa Nativa Aviação Agrícola, de Santo Augusto (e que opera também em Cruz Alta), no Noroeste gaúcho, recebeu nessa sexta-feira (5) uma Moção de Aplauso da Universidade de Cruz Alta (Unicruz), durante a programação da Abertura Oficial da colheita do Trigo no Estado. A homenagem da Unicruz foi pelo apoio da empresa na consolidação da Fazenda Escola da Universidade, entre 2016 e 2019. A cerimônia integrou a programação da Abertura Oficial da Colheita da Soja no Estado, que havia começado na quinta-feira (4), no Salão Nobre da Unicruz. A Nativa e a KNA Aviação Agrícola, de Cruz Alta, representaram oficialmente o Sindag no evento.

Reconhecimento foi apoio da empresa na consolidação da Fazenda Escola da Universidade

O primeiro dia de programação teve palestras duas palestras a partir das 19 horas. Na primeira delas, o economista-chefe do Sistema Farsul, Antônio da Luz, traçou uma análise econômica da integração lavoura-pecuária. Logo em seguida, foi a vez do presidente da Farsul, Gedeão Pereira, falar sobre o futuro do agro. No dia seguinte, as homenagens aos parceiros da Fazenda Escola foi a partir das 9 horas. E, às 10 horas, ocorreu a solenidade de Abertura Oficial da Colheita do Trigo.

PRODUTIVIDADE E PESQUISAS
O Rio Grande do Sul teve 739 mil hectares de trigo plantados este ano e deve colher mais de 2 milhões de toneladas do grão. Mais de 80% do trigo gaúcho é produzido nas regiões Noroeste e Norte do Estado. No caso da Fazenda Escola da Unicruz, trata-se de uma área de mais de 100 hectares, onde a universidade realiza pesquisa e desenvolvimento de técnicas, produtos e variedades de plantas para melhoria na produtividade e sustentabilidade das lavouras.

Empresa de Santo Augusto também representou o Sindag na Abertura Oficial da Colheita do Trigo

Para completar, a Unicruz também é parceria do Sindag desde março deste ano em um projeto de fomento a pesquisas na área de aviação agrícola. Nesse caso, com a parceria também das empresas Nativa/KNA e da empresa Sky Drones – também associada ao sindicato aeroagrícola. Além disso, a universidade encabeça o Fórum de Pesquisas em Aviação Agrícola, iniciado no último Congresso da Aviação Agrícola do Brasil (ocorrido de 29 de julho a 1º de agosto, em Sertãozinho/SP) e que visa justamente fomentar novas pesquisas para o setor, direcionas às necessidades mais urgentes desse mercado.