Colunas

Networking: como construir uma rede de relacionamento?

Texto de Mariana Schneiderman.

Com a concorrência cada vez mais acirrada a melhor alternativa é o networking. Uma rede de contatos que, literalmente, é a alma do negócio. Nunca em outro momento da história as mudanças foram tantas e tão rápidas. A cada momento novos conceitos são formulados. Novas tecnologias despontam. Para reagir a essa velocidade toda, temos buscado a cada dia um upgrade de tecnologia e de fontes de informação como a internet, revistas, jornais. Tudo isto tem muito valor. Porém, há um outro recurso que poucos usam devidamente. Este recurso são as redes de relacionamentos, chamadas também por Networking, na qual podemos multiplicar nosso conhecimento, oportunidades e dar e receber informações importantes. Há pessoas que acham que fazer networking é pedir favores. Não é. Fazer networking é a capacidade de manter uma relação com pessoas que tenham interesses para partilhar com você ideias, conselhos, informações, sugestões, com benefícios mútuos. Quando bem feito, o networking é um processo evolutivo que deve ser continuado com freqüência. Fabrício Miranda, ex-gerente e parceiro do IJ, que sempre teve aversão a relacionamentos de negócio, até o momento que se viu na posição de empresário. “Tive justamente que ´vender` minha empresa e seus serviços e foi aí que aprendi que esses relacionamentos de negócio são fundamentais. O networking foi muito importante para o crescimento da minha empresa e, até mesmo, para o meu amadurecimento profissional. Desde o primeiro dia de funcionamento do meu negócio, percebi que eu teria que me relacionar com muitos ´players´ diferentes para fazer as coisas acontecerem. Com o tempo, vi que esses relacionamentos tornavam minha vida muito mais fácil, já que, na maioria das vezes, eles abriam portas com menor esforço”. Hoje Fabrício dedica 2 dias de sua semana somente para funções de relacionamento. Freqüenta fóruns, congressos e conselhos, como o Conselho de Jovens Empresários da Firjan, do qual faz parte e vê que o seu investimento vale cada centavo (minuto) investido. Ampliar sua rede é possível toda vez que você sai de casa. Seja na padaria do seu bairro, no restaurante ou em uma palestra. Cada vez que você encontra pessoas e discute com elas alguma informação que ajude você a formar uma opinião sobre qualquer assunto, você está fazendo networking. Para Ronier, da empresa Inquietos, que produz e agencia shows, o networking é fundamental. “ Minha rede é dividida em 3 esferas: clientes, parceiros e fornecedores.Trabalho o relacionamento com cada uma delas de forma diferente. Costumo dizer que a troca de contatos, a formação de parcerias são as condições fundamentais para se estabelecer como produtor no mercado.”, disse. A rede de relacionamentos da Lemon Publicidade é responsável por mais de 70% dos negócios fechados. “É de suma importância manter uma rede em qualquer segmento, em comunicação isso se torna ainda mais precioso. Vender criatividade é complicado porque é intangível, diferente de uma TV ou um carro, sendo assim, a relação profissional em muitos casos é efetivada pela confiança e desenvolvida pelo networking”, conta o diretor Vinicius Monteiro. Um bom networking gera excelentes resultados e Fabrício que antes tinha aversão ao relacionamento de negócios hoje tem uma visão diferente: “Entendi que o problema dos maus `networkers` é ter como objetivo a venda e não o relacionamento. Isso faz com que a relação de confiança com os clientes que é tão importante quebre-se quase que de imediato. É por isso que tenho como regra básica na minha empresa jamais vender um serviço, o que vendo é a experiência, a confiança, o potencial, a capacidade. O produto ou serviço é consequência de tudo isso.” Para Mariana Vilanova, da Menta, empresa da turma 9, bons contatos podem influenciar no sucesso de seus empreendimentos. “Acho importante manter boas relações. Você pode sair para um lugar que não envolva trabalho e sair de lá com ótimos contatos. Gosto de falar do meu projeto e ver a visão de outras pessoas. Assim recebo dicas e informações fundamentais para o desenvolvimento da Menta”. Diante deste cenário, o conhecido ditado “amigos amigos, negócios à parte” pode perder completamente seu sentido.