Colunas

O EXEMPLO DE AMERICANA

Crises são oportunidades para crescer. Muitos já ouviram esta lição. Mas não são todos que conseguem colocá-la em prática.

Não é o caso do setor aeroagrícola! Diante de vários projetos de lei para proibir a sua atividade, a aviação agrícola vem superando os desafios políticos e ideológicos, saindo mais fortalecida. Foi o que ocorreu em Americana (SP), nos meses de julho a setembro deste ano. Ao tomar conhecimento de projeto de lei de vereador, que pretendia banir a aplicação aérea de defensivos agrícolas no município, ocorreu a união de empresários, pilotos, agrônomos, técnicos, profissionais liberais, representantes comerciais, diretores sindicais… para levar conhecimento e informação. O esforço de todos, com base em dados técnicos e legais, levou à rejeição do projeto de lei. Foi uma vitória da verdade contra a ignorância e o preconceito! Um exemplo a ser seguido.

Mas, infelizmente, outros projetos de lei continuam tramitando, e esta semana um foi aprovado em Boa Esperança, no Espírito Santo, proibindo dignos profissionais de exercerem a aviação agrícola no município, em prejuízo direto às culturas de café e seringueira da região. Sem oportunidade para o setor se manifestar, o preconceito venceu esta batalha, mas, asseguro, ainda não venceu a guerra. Vamos agora às barras dos tribunais, buscar garantir o respeito ao consagrado direito ao trabalho!

Que este problema sirva mais uma vez para fortalecer a aviação agrícola brasileira, como no exemplo de Americana, com a união do setor produtivo para levar conhecimento onde houver ignorância, luz onde houver preconceito, verdade onde só houver ideologia.

É de batalhas que vive a vida. Sigamos em frente!