Colunas

Porque acontecem tantos acidentes com linhas de transmissões

Vimos alertar que , conforme divulgavamos em nossas midias sociais , os acidentes com Linhas de Transmissões e mesmo com fiação de postes não cessam .
Como abordamos em outro artigo , caso não sejam feitos , ou mapeamento das mesmas ou voos de reconhecimento das áreas , a fiação teem enorme dificuldade de visibilidade . Com tempos nublados ou semi , em áreas aradas , área com fundo de água como rios , represas , usinas , não se avistam as fiações/cabos , até esmo perigosamente em CONDIÇÕES CAVOK 

Para o mapeamento a dificuldade esta em termos , na maioria dos Estados como São Paulo ou Rio Grande do Sul , temos 3 empresas de Distribuição (linhas/torres menores até 138 kV) e mais outras 3 Empresas de Transmissão ( linhões/torres maiores até 750 kV). Tal divisão se inicio nos anos 90 , no inicio da era das privatizações das Energéticas, com intuito de dividir e tornar mais atrativas financeiramente.
O QUE UM COMANDANTE DEVE TER CONHECIMENTO PARA SEU PLANEJAMENTO DE SEGURANÇA
Na verdade , com nossa experiência de mais de 33 anos em Empresas de Energia , constatamos que também faltam ao pessoal de aviação , tanto agrícola , como civil e de asas rotativas , diversos conhecimentos a saber , como :
– O cabo/fio mais superior nas linhas não é energizado
– As trações mecânicas nas fiações/cabos em Linhas pequenas, pode atingir a  2000 kG
– As trações mecânicas nas fiações/cabos dos Linhões , podem atingir facilmente a 3500 kG,dai a proporção dos estragos e danos às aeronaves
– Avistar somente torres , perigosamente , somente as menores , NÃO VISUALIZARÃO OS FIOS/CABOS DOS LINHÕES
– Se uma torre do Linhão não for avistada , encoberta por Árvore, morros , cilos , NÃO SE VISUALIZARÃO OS FIOS/CABOS
– Mesmo nós que efetuamos Inspeção Aérea , a mais de 30 anos , passamos por tal dificuldade séria de NÃO VISUALIZAR FIAÇÃO/CABOS
– Saber e dominara a DISTÂNCIA DE SEGURANÇA – EM FUNÇÃO DA TENSÃO DA LINHA , PODE SALVAR OU MINIMIZAR ACIDENTES

BOLAS LARANJA (ESFERAS DE SINALIZAÇÃO)
Com nossa larga  experiências de Grande São Paulo(total) , Estado de São Paulo (inteiro), Minas Gerais (parcial) , Maranhão (parcial) e Espírito Santo (parcial), podemos afirmar que , cerca de 80%  das mesmas , perderam sua função. Em cerca de 2 anos de instalação, as mesmas perdem sua função , isto é , ou descolorem , ou se escurecem, não fazem a SINALIZAÇÃO DE RISCO.Em área de maior agressividade ambiental , antes dos 2 anos , elas pedem sua função.
Vale ressaltar que , as Empresas Energéticas , não possuem condições de substituição total deste grande parque de esferas/bolas , devido aos seguintes fatores :

  • Todas Linhas , tanto de Distribuição como de Transmissão , possuem limites para seus desligamentos para possibilitar as substituições
  • Quem determina estes limites são a Aneel
  • Nem todas LInhas são  possiveis empregar processo para substituição das bolas/esferas  por Helicopteros e pessoal com a Linha ligada. As linhas/torres menores não é possivel este método devido ao “espaçamento menor
  • Os linhões (até 750 kV) facilitam este processo , porém alguns possuem restrição, mesmo para “bloqueamento” do religamento automático ( mais um conhecimento a dominar)
  • Estes processos são altíssimos custos , exigem aeronave de maior potência/estabilidade, assim como pilotos e pessoal altamente treinados

FIAÇÃO DE POSTES – TAMBÉM RISCO E ACIDENTE
Temos nosso foco em Linhas , porém , deve-se ressaltar que , também temos tido acidentes com mesmos , recentemente , com os acidentes , nos links abaixo .
Deve-se , como já abordado, levar a conhecimento ao pessoal de aviações  Agrícolas , Civis e Asas Rotativas que :

  • Embora a tensão em fiações de postes são menores , AGRAVA-SE O FATO DE que ,  O QUE MATA O SER HUMANO NÃO É A TENSÃO , MAS SIM , A CORRENTE 

POR VEZES , A CORRENTE NA FIAÇÃO DOS POSTES , É MAIOR QUE DAS LINHAS DE TRANSMISSÃO. Conforme NR -10 ( convívio com equipamentos energizados) , O CORPO HUMANO SÓ SUPORTA 0,03 ampéres.

O QUE SIGNIFICA NÃO FAZER RECONHECIMENTO – OPERAÇÕES EM AERÓDROMOS DESCONHECIDOS OU PISTAS PROVISÓRIAS

ACIDENTE DE AVIÃO NA DECOLAGEM
www.facebook.com/125355587631296/videos/951425138357666/?hc_ref=ARTN-872Fx9ToET3pYML_vXNdSDoXKYZ3PKbkeu3_RHDdTSV3n9R9DswVb8USIKgpWQ&fref=nf

ACIDENTE DE AVIÃO NO POUSO
www.facebook.com/125355587631296/videos/907462726087241/

DECOLAGEM – HELICÓPTERO 
https://www.facebook.com/125355587631296/videos/885092544990926/