Imprensa

Prazo para adesão ao Cadastro Ambiental Rural é adiado até maio

/ /

Os produtores rurais que ainda não se inscreveram no Cadastro Ambiental Rural (CAR) agora têm até o dia 31 de maio para integrar a base eletrônica de dados do governo federal. O prazo venceria nesse 31 de dezembro, mas foi adiado por um decreto assinado na sexta-feira (dia 29) pelo presidente Michel Temer.  O CAR é uma exigência do novo Código Florestal, em vigor desde 2012 e é obrigatório para todos os produtores rurais, não importa o tamanho da propriedade. Quem não se inscrever poderá ser impedido, por exemplo, de tomar crédito rural em agências bancárias.

Clique AQUI ou na imagem abaixo para acessar o Manual de como fazer o cadastro  

O sistema é integrado e vai funcionar como um banco de informações ambientais de todo país, com detalhes sobre áreas de preservação permanente, reserva legal e terrenos de uso restrito. Com essa base de dados, o Governo Federal espera monitorar e combater o desmatamento. Até a última semana, apenas as regiões Sudeste e Norte haviam cadastrado 100% das propriedades. O Sul estava com quase 98%, o Centro-Oeste, 95%. A região Nordeste estava com o menor índice: 82% do território inscrito.

O prazo para inscrição no CAR já havia sido prorrogado de maio para dezembro de 2017, pela Lei 13.335/2016, publicada em setembro do ano passado, que também já previa a possibilidade de um novo adiamento a critério do Executivo.