Imprensa

Presidente do Sindag se reúne com ministro Tarcísio de Freitas

/ /

Encontro foi intermediado pelo senador Luis Carlos Heinze (PP/RS), que acompanhou a liderança aeroagrícola no encontro no Ministério da Infraestrutura

Maior atenção para a setor aeroagrícola nas políticas governamentais para a aviação civil. Esse foi o tema principal na conversa entre o presidente do Sindag, Thiago Magalhães, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, ocorrida na tarde dessa quarta-feira (30), em Brasília. O encontro foi intermediado pelo senador Luís Carlos Heinze (PP/RS) e Magalhães estava junto com o diretor Francisco Dias da Silva.

Magalhães entregou com ministro dados sobre a frota aeroagrícola nacional (atualmente a segunda maior do mundo) e sobre sua importância para a produtividade das principais lavouras do país. Magalhães lembrou, por exemplo, que a atual Política Nacional de Aviação Civil (PNAC) é de 2009 e fala de maneira vaga sobre o setor. “Ilustramos a importância de nossa aviação com estimativas de quão grande seriam as perdas na produção nacional de soja, cana-de-açúcar e outras culturas sem a ferramenta aérea nas lavouras.

Só na soja, sem a aviação agrícola, 500 milhões de toneladas deixariam de ser exportadas até 2022, segundo estudo divulgado em 2018 pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Sindag, Syngenta, Aprosoja, Abramilho e outras entidades. “O ministro Tarcísio de Freitas cogitou a criação de um grupo para tratar desse tema”, destacou o dirigente do Sindag. Segundo Magalhães, a expectativa agora é que o tema passe a tramitar também na Secretaria de Aviação Civil do Ministério.

HEINZE

O senador Heinze destacou a importância do encontro, falando depois para o próprio Plenário do Senado Federal. Em seu discurso, o parlamentar gaúcho ressaltou a importância de se “colocar regras necessárias e fundamentais para poder alavancar o desenvolvimento também através da aviação agrícola brasileira”. Ele defendeu que os demais órgãos relacionados com a aviação agrícola façam parte dessa discussão, citando a Secretaria de Aviação Civil e a Agência Nacional de Aviação Civil. No fim da sua fala, agradeceu ao ministro Tarcísio Freitas pela oportunidade de diálogo.

Confira abaixo o vídeo da fala em plenário:

AGENDA

A agenda dos representantes do sindicato aeroagrícola em Brasília abrange ainda, nessa quinta-feira (31), o lançamento da CropLife Brasil e a reunião mensal da pauta de demandas junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). No caso da CropLife, a movimentação será a partir das 11 horas, no Centro Cultural Brasil 21, no Centro Hoteleiro Sul da capital. Fundada por empresas de insumos e tecnologia, a entidade tem como foco promover a pesquisa, desenvolvimento e inovação nas áreas de germoplasma, biotecnologia, defesa vegetal (produtos químicos e biológicos) e agricultura digital. Além de ampliar o entendimento da sociedade em torno da produção de alimentos, fibras e energia.

Já a reunião com a Anac vai ocorrer à tarde, na sede da Agência. O encontro faz parte da pauta positiva retomada entre as duas entidades a partir do Congresso da Aviação Agrícola do Brasil ocorrido em Sertãozinho/SP (entre 30 de julho e 1º de agosto). Ao todo, são cerca de 20 itens cujo andamento é repassado nos encontros mensais. A pauta abrange atualização de procedimentos de manutenção, avaliações para revalidação de licenças de pilotos e outros temas – o que já resultou, por exemplo, na atualização do Guia do Operador Aeroagrícola, no início deste mês.

Tiago Magalhães, Luis Carlos Heinze, o ministro Tarcísio de Freitas e Francisco Dias da Silva