Imprensa

Qantas voa de Melbourne a Los Angeles com bioquerosene de mostarda

/ /

A companhia aérea australiana Qantas fez um voo teste de 15 horas entre Los Angeles e Melbourne utilizando biocombustível feito a partir de sementes de mostarda. Segundo reportagem publicada nesta terça-feria (30) pelo jornal inglês The Guardian, a experiência foi feita com um Boeing Dreamliner 787-9, com passageiros, e significou uma redução de 7% das emissões de carbono.

Segundo a reportagem, a Qantas já estaria preparando uma uma parceria com a empresa canadense Agrisoma Biosciences para a construção de uma biorefinaria. A meta da empresa é de que todos os voos com partida em Los Angeles usem biocombustível até 2020.

O primeiro voo doméstico da Austrália com biocombustível ocorreu em 2012. Em 2013, a holandesa KLM voou por seis meses entre Amsterdã e Nova York usando biocombustível.

BRASIL
No Brasil, a Gol foi a companhia que voou pela primeira vez com bioquerosene, em 2013. No caso, utilizando combustível de aviação produzido a partir de cana-de-açúcar fabricado em Brotas/SP, por uma usina da empresa norte-americana Amyris – aliás, cujos ativos no Brasil estão sendo adquiridos pela holandesa DSM.