Imprensa

Reportagem destaca investimento das indústrias na preservação de abelhas

/ /

    As ações com investimento maciço de empresas químicas e parcerias para para proteger as colmeias, estimular a produção de mel e garantir a boa convivência entre agricultura e apicultura foram o tema de uma reportagem da revista Dinheiro Rural em fevereiro. A matéria destacou o foco de indústrias como a Syngenta, Bayer, Basf, Dow e Fibria em combater o uso incorreto dos defensivos e garantir o manejo adequado que garanta a sobrevivência dos polinizadores, essenciais, segundo a ONU, por cerca de um terço da produção de alimentos no planeta. Sem falar na polinização de cerca de 70% das culturas agrícolas, onde entram, por exemplo, a produção de laranjas, café e algodão.

    A reportagem destaca ações como o Projeto Colmeia Viva, do Sidnciato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg), que criou o Compromisso 2020 – apoiado também pelo Sindag. Nesse caso, além de implantar um plano nacional de informações sobre abelhas e polinizadores, as 14 empresas signatárias do Compromisso estão capacitando suas equipes de venda para se tornarem multiplicadores de boas práticas através de sal rede de distribuição e produtos. O Colmeia Viva envolve também parcerias com as Universidades Estadual Paulista (Unesp) e Federal de São Carlos (UFSCar) para garantir o manejo mais adequado na convivência lavoura/apicultura. Ação que, além de SP, este ano deve envolver RS, PR, SC e MS. E, a parti do ano que vem, incluir também MT, MG, BA e GO.

    Outra frente de ações apresentada pela revista é o patrocínio da Syngenta (que já está envolvida no Colmeia Viva) também do Projeto Colmeias, da multinacional Fibria – que atua no ramo de celulose. Nesse caso, envolvendo associações e cooperativas de apicultores em SP, MG, MS, ES e BA. Ação que já teve investimento de R$ 40 milhões, incluindo infraestrutura de produção de mel e beneficiamento de seus subprodutos.

Clique AQUI para ver a reportagem completa