Imprensa

Rodada do Sindag na Estrada no MS reuniu cerca de 80 pessoas

/ /

   Cerca de 30 pessoas participaram nessa quinta-feira (4) do último encontro da rodada do Sindag na Estrada que havia começado na última segunda (dia 1º), no Mato Grosso do Sul. Dessa vez, o encontro foi em Chapadão do Sul, no hangar da JM Aviação Agrícola dentro da Fazenda Júlio Martins, a 15 quilômetros a leste da cidade. Os palestrantes e participantes foram recebidos pelo sócio-gerente da JM, Júlio Martins, que ajudou a viabilizar o encontro – junto com Júlio Alves Martins (avô do empresário).

   Como nas edições anteriores do roteiro (Naviraí e Campo Grande), o tema principal foi o Sistema de Documentação da Aviação Agrícola (Sisvag), a plataforma do Sindag para facilitar a vida dos empresários em consultas sobre regulamentos federais e dos Estados e garantir segurança jurídica às empresas associadas – com o comprometimento dos próprios órgãos reguladores com as informações. As palestras ficaram a cargo da coordenadora da plataforma, Cléria Mossmann, e do agrônomo Agadir Jhonatan Mossmann, ambos também sócios da Mossmann Assessoria e Consultoria Aeronáutica. Cléria falou sobre funcionamento da ferramenta e os checklists dos órgãos de regulação, enquanto Agadir abordou o relatório operacional do Ministério da Agricultura. 

PIONEIRISMO

  O grupo teve também uma fala de Júlio Martins (avô), de 90 anos, falando sobre sua paixão pela aviação e sua história como fundador de Chapadão do Sul. Desde os anos 50, quando fundou uma empresa de táxi aéreo no Rio Grande do Sul e começou a levar compradores de terras para o local que ganhou o nome de Chapadão do Gaúcho (de tantos colonizadores vindos do Sul). Que mais tarde virou distrito de Chapadão do Sul (vinculado a Cassilândia) a pedido do próprio Júlio Martins, junto à Assembleia Legislativa. Em 1980 o distrito criado por ele se tornou município, e não parou de se desenvolver.

   Depois de tanto aprendizado e história, a 20ª edição do Sindag na Estrada terminou em um churrasco servido no próprio hangar. No total, as edições 18, 19 e 20 dos encontros promovidos pelo sindicato aeroagrícola reuniram mai9s de 80 pessoas no Estado.

AGRADECIMENTOS

   Segundo o diretor-executivo do Sindag, Gabriel Colle, o sucesso foi possível graças ao comprometimento dos empresários e profissionais com a qualificação contínua e à consciência sobre a importância da união do setor. “Temos que fazer um agradecimento especial não somente aos Júlios Martins avô e neto, que receberam tão bem o evento em Chapadão do Sul, mas também ao pessoal da Alfa Aviação Agrícola e ao empresário Lucio Ovelar Filho – da Nórtica Aviação Agrícola, que viabilizaram a edição de Campo Grande. Sem falar na equipe da Aero Agrícola Medianeira, que possibilitou o encontro em Naviraí”, ressalta Colle. “O Sindag na Estrada é viável graças às associadas e parceiros nos recebem em seus hangares, salas ou auditórios.”

Cléria falou sobre a plataforma do Sisvag e seus checklists

Júlio Martins (o avô) contou sua trajetória de pioneirismo que resultou no surgimento do município

Cerca de 30 pessoas participaram do encontro em Chapadão do Sul

Cerca de 30 pessoas estiveram no encontro no hangar da JM

Agadir abordou o relatório operacional do Ministério da Agricultura