Imprensa

Seminário sobre boas práticas e responsabilidade no MS

/ /

O uso correto dos defensivos, cuidados no manuseio, legislação, e outros temas – tanto para aplicações terrestres quanto aéreas – estão na pauta do 1º Seminário Estadual Agrotóxicos – Boas Práticas e Responsabilidade, que vai ocorrer na próxima sexta-feira (dia 22), em Campo Grande/MS. O evento é da Comissão de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos do MS e conta com o Sindag em sua organização, junto com outras 11 entidades da Comissão.

Para se inscrever, clique AQUI

A programação será das 8 horas às 17h30, na sede do CREA/MS (Rua Sebastião Tavera, 272, bairro monte Castelo). E a primeira palestra (indicada pelo Sindag) será Boas práticas agronômicas nas pulverizações aéreas e terrestres, a cargo do engenheiro agrônomo Marcelo Drescher. A manhã terá ainda uma palestra sobre o Programa de Destinação de Embalagens Vazias e, em seguida, virá a primeira mesa redonda para perguntas e respostas, com o Sindag e o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev)

DIA DE CAMPO
A prévia do seminário de sexta ocorreu em 19 de agosto, Dia Nacional da Aviação Agrícola, com um dia de campo especial em Dourados. Com o tema Agrotóxicos – Boas Práticas e Responsabilidade, a movimentação ocorreu reuniu 130 pessoas e foi a primeira ação promovido pela Comissão de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos do Estado tendo o Sindag como integrante.

O dia de campo ocorreu no hangar da empresa Uniagro, no Aeroporto Regional de Dourados, e mascou também a comemoração dos 70 anos da aviação agrícola do Brasil.

O MS foi o primeiro Estado em que o Sindag conseguiu integrar a comissão que debate o uso de defensivos. O ingresso do sindicato aeroagrícola no grupo ocorreu em abril, para desmistificar a aviação agrícola e contribuir para um direcionamento técnico para suas discussões. “Dentro da estratégia de se buscar o debate para levar à sociedade esclarecimentos sobre a importância e a segurança das atividades aeroagrícolas, ao mesmo tempo em que contribuímos para as boas práticas em todos os setores”, explica o presidente do Sindag, Júlio Kämpf.