Imprensa

Setor aeroagrícola marca presença no lançamento oficial da colheita do milho

/ /

    Otimismo pela boa safra, mas com demandas que ainda precisam ser atendidas para manter o crescimento. Assim foi o clima na Abertura Oficial da Colheita do Milho no Rio Grande do Sul, ocorrida sexta-feira (25) em Santo Ângelo, no Noroeste gaúcho. O Sindag foi representado pelo empresário Wilson Klauck (KNA-Nativa Aviação Agrícola) e a solenidade teve a presença do governador Eduardo Leite, do secretário estadual de Agricultura, Covatti Filho e outras autoridades. A movimentação ocorreu em uma propriedade no distrito de Sossego, no interior do município e foi organizada pela Associação dos Produtores de Milho do Rio Grande do Sul (Apromilho), Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) e prefeitura, em parceria com a Emater, Sindicato Rural, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e 19ª Fenamilho Internacional.

    “O evento foi show de bola, movimentou toda a cadeia produtiva na região e ainda foi prestigiado pelo governo do Estado”, ressalta Klauck. Segundo o empresário, os bons números da safra acabam motivando também o setor aeroagrícola, que já é importante na lavoura de milho, mas tem muita margem para crescer nesse setor. “O milho é importante para toda a região”, completa.

    Segundo estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), ligada ao Ministério da Agricultura, o Rio Grande do Sul deve colher 5.6 milhões de toneladas de milho nessa safra. “ A produção de milho vinha em um decrescente em anos anteriores e agora a curva se inverteu”, explica o presidente da Apromilho, Ricardo Meneghetti. “Porém, mesmo com o aumento ainda produzimos menos do que o consumo no Estado (que giram em torno de 6 milhões de toneladas)”, sublinha.

PEDIDOS

    Conforme Meneghetti, a oportunidade foi importante para uma conversa com o governador, que sinalizou disposição em desburocratizar o acesso a financiamentos e o licenciamento ambiental. “Ele (Leite) colocou as secretarias estaduais de Planejamento e Meio Ambiente em articulação, o que é uma boa sinalização”, exemplificou o dirigente. Os produtores e representantes das prefeituras do Noroeste pediram também atenção à melhoria na logística para o transporte, com a melhoria de estradas e a construção de uma ponte ligando Porto Xavier a San Javier, na Argentina. O que encurtaria o transporte da carga dos 600 quilômetros ao Porto de Rio Grande para 200 quilômetros até o porto argentino de Santa Ana.

    O presidente da Abramilho e ex-ministro da Agricultura, Alysson Paolinelli, também esteve na solenidade no sábado. Ele foi destaque da programação na noite anterior, no jantar ocorrido no Sindicato Rural de Santo Ângelo. Paolinelli palestrou sobre Perspectivas do Milho no Brasil, com uma apresentação que demonstrou gargalos, importância e o potencial da cultura. O ex-ministro havia sido destaque também no ano passado, como o entrevistado da primeira edição da revista Aviação Agrícola, do Instituto Brasileiro de Aviação Agrícola (Ibravag).

Klauck representou os setor aeroagrícola em solenidade com o governador Eduardo Leite, o secretário Covatti Filho e lideranças locais. Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Klauck representou os setor aeroagrícola em solenidade com o governador Eduardo Leite, o secretário Covatti Filho e lideranças locais. Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Klauck representou os setor aeroagrícola em solenidade com o governador Eduardo Leite, o secretário Covatti Filho e lideranças locais. Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini