Imprensa

Sindag e Anac discutem regras de instalação de componentes

/ /

O tesoureiro do Sindag, Francisco Dias da Silva, teve encontros entre a quarta e a sexta-feira (dias 22 a 24) com pessoal da Superintendência de Aeronavegabilidade (SAR) da Anac, em Porto Alegre. As conversas trataram principalmente da necessidade de simplificação das regras de instalação de componentes em aviões agrícolas (rádios VHF, bequilha, bateria, freios, etc), a exemplo do que ocorreu em 2015 com a publicação da Instrução Suplementar (IS) IS Nº 137-002 Revisão B, que simplificou a instalação do DGPS.

O tema integra a pauta positiva do sindicato aeroagrícola com a Anac – cuja retomada foi definida no último mês em uma reunião em Brasília – e também foi abordado durante o Seminário Técnicos de Aeronavegabilidade (Saertec), ocorrido na quarta e quinta-feira, na capital gaúcha. Na verdade, as reuniões do diretor do Sindag com os representantes da SAR ocorreram em complemento aos debates do Saertec e paralela ao encontro sobre Sistema de Gerenciamento da Segurança Operacional (SGSO), promovido pela Anac na sexta (dia 24), também em Porto Alegre.

SAERTEC (fotos)

O Saertec ocorreu no Núcleo Regional de Aviação Civil (NURAC) da Anac, junto ao Aeroporto Salgado Filho, e foi dirigido a operadores aeroagrícolas (RBAC 137) e representantes de oficinas de manutenção (RBAC 145) e de empresas de táxi aéreo (RBAC-135). Segundo o diretor do Sindag, a iniciativa abriu uma via importante de comunicação entre os profissionais envolvidos na aviação agrícola e a Anac, “mas ainda se tem bastante a andar para adequar as normas à realidade aeroagrícola (sem perder no quesito segurança)”.

O encontro na capital gaúcha teve a participação de cerca de 60 pessoas, a maioria pessoal de oficinas. “Um dos destaques foi o debate em torno da necessidade de simplificar as regras para a formação de novos mecânicos”, ressalta Silva. Esse foi o último de oito encontros promovidos durante o ano pelo País, sendo o segundo voltado para a aviação agrícola – o outro foi o Saertec de Goiânia, em abril. Os outros encontros, para operadores 135 e 145, foram em Sorocaba/SP (março), Curitiba/PR (maio), Fortaleza/CE (junho), Belém/PA (agosto), Belo Horizonte/MG (setembro) e Cuiabá/MT (outubro).

SGSO

O encontro sobre o SGSO ocorreu na oficina da Aeromot, junto ao Portão 8 do Aeroporto Salgado Filho. Nesse caso, o foco foram os profissionais e representantes das oficinas de manutenção de aeronaves, motores e equipamentos abrangidas (RBAC) 145. O objetivo da Anac com o encontro foi eliminar dúvidas sobre a implementação do chamado Núcleo funcional fundamental do sistema do SGSO: o reporte voluntário; a identificação de perigos; e o gerenciamento dos riscos significativos à segurança.

Saertec reuniu cerca de 60 pessoas em Porto Alegre

Saertec reuniu cerca de 60 pessoas em Porto Alegre

Saertec reuniu cerca de 60 pessoas em Porto Alegre

Saertec reuniu cerca de 60 pessoas em Porto Alegre

Saertec reuniu cerca de 60 pessoas em Porto Alegre

Saertec reuniu cerca de 60 pessoas em Porto Alegre

Saertec reuniu cerca de 60 pessoas em Porto Alegre

Saertec reuniu cerca de 60 pessoas em Porto Alegre