Imprensa

Sindag entrega proposta para distâncias de exclusão em GO

/ /

O diretor Mauro Moura de Oliveira e o empresário aeroagrícola Rui Alberto (Beto) Textor representaram o Sindag na última semana, em uma reunião com o deputado estadual Lissauer Vieira (PSB), na Assembleia Legislativa de Goiás. Os dois entregaram na última quinta-feia (dia 14) ao parlamentar uma proposta de projeto para oficializar no Estado as mesmas distâncias de zona de exclusão previstas na Instrução Normativa nº 2/2008, do Minsitério da Agricultura, para pulverizações áreas em lavouras.

Assim, nas operações aéreas com defensivos, voltaria a ser exigido no Estado a observância das distâncias mínimas de 500 metros de povoações, cidades, vilas, bairros, de mananciais de captação de água para abastecimento de população; e de 250 metros de mananciais de água,
moradias isoladas e agrupamentos de animais. E não as distâncias de 2 mil metros previstas na Lei Estadual 19.423, aprovada no ano passado e que, por outro lado, também exige uma zona de exclusão de no máximo 200 metros das áreas sensíveis, no caso de pulverizações feitas por meios terrestres.