Imprensa

Sindag, Fearca e Anepa alinham ações sobre pesquisas e campanha na internet

/ /

Representantes de entidades aeroagrícolas do Mercosul tiveram encontro em Buenos Aires, para analisar demandas comuns e traçar parcerias para promover o setor

Entidades aeroagrícolas da Argentina e Uruguai, a exemplo do Brasil, deverão fazer um levantamento das pesquisas existentes em cada país sobre tecnologias de aplicação aérea. A ideia é reunir o maior número possível de dados científicos que atestem a eficiência e, principalmente, a segurança da aviação agrícola. Paralelamente, o Sindag, a Federação Argentina de Câmaras Agroaéreas (Fearca) e a Associação Nacional de Empresas Aeroagrícolas Privadas do Uruguai (Anepa) devem montar uma campanha institucional para internet com spots em vídeo e peças gráficas – em português, espanhol e inglês.

Reunião foi na sede do Ministério da Agricultura argentino

Esses foram os principais pontos definidos na reunião do Comitê Mercosul e Latino-Americano de Aviação Agrícola, ocorrido nessa segunda-feira (9), em Buenos Aires. Fearca e Anepa também decidiram enviar ofício ao governo brasileiro oferecendo apoio de aeronaves para operarem junto com o Sindag, caso seja necessário reforço no combate a incêndios florestais no Brasil. Outra ação, envolvendo as três entidades coirmãs, será a divulgação de uma nota oficial conjunta apoiando o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia – anunciado em junho durante a 14ª Cúpula do G20, em Bruxelas.

COMPATILHAMENTO DE INFORMAÇÕES

“Tivemos um bom encontro, debatendo a fundo a complexidade dos cenários em cada país e com várias ideias para incentivar políticas para o setor e melhorar a comunicação com a sociedade”, explica o presidente do Sindag, Thiago Magalhães, que também coordena o Comitê Mercosul. A reunião ocorreu na sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina.

No caso das pesquisas, a estratégia é os países compartilharem entre si sua produção científica sobre o setor aeroagrícola, para qualificar os debates sobre aplicações aéreas e combater estereótipos. O levantamento está adiantado no Brasil, já que foi justamente esse o foco do Fórum Científico realizado no Congresso da Aviação Agrícola do Brasil, ocorrido de 30 julho a 1º de agosto deste ano em Sertãozinho/SP.

Aliás, segundo Magalhães, o Sindag, a Fearca e a Anepa deverão também realizar um Fórum Científico conjunto. Justamente para colocar na roda os resultados conseguidos até então e incentivar novos estudos. “O encontro ainda não tem data definida”, completa.

Já a campanha na internet deverá ter como destaque as peças em vídeo. A intenção é uma série de spots de 30 segundos cada, falando sobre boas práticas aeroagrícolas, destacando infográficos do setor, tipos de missões da aviação (aplicações, semeadura, combate a incêndios e outras) e outras possibilidades que agora devem ser definidas. Com uma linguagem comum para os três países, mas que possa repercutir em todo o continente.