Imprensa

Sindag participará de debate sobre mercado e sustentabilidade no maior evento de agronomia do País

/ /

O mercado da aviação agrícola será um dos temas apresentados na próxima quinta-feira (22) no 31º Congresso Brasileiro de Agronomia (CBA), que vai de terça a sexta (20 a 23), no Hotel Prodigy Santos Dumont Airport, no Centro. O diretor-executivo do Sindag, Gabriel Colle, será um dos debatedores na mesa redonda Novidades no Mercado de Trabalho, tendo como moderador o diretor da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (Cofaeab), Marcos Marcon. Colle vai apresentar as oportunidades do mercado aeroagrícola no Brasil, destacando o profissionalismo do setor, suas ações de aprimoramento contínuo e a importância da ferramenta para o desenvolvimento ambientalmente sustentável da agricultura.

Aliás, a sustentabilidade será a tônica da mesa que terá entre os debatedores o agrônomo Eduardo Azeredo, consultor da empresa Agrosuisse para ações agricultura sustentável e controle biológico de pragas, que vai falar sobre as oportunidades no mercado de drones. Além do analista de mercado Rodrigo Rocha Barbosa, da Videirainvest Empreendimentos, especializada principalmente em projetos financeiros para operações agrícolas sustentáveis), falando sobre os conceitos do crowdfarming, que se baseia no cultivo agrícola por encomenda e com entrega a domicílio. Já o relator da mesa redonda será o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Pernambuco, João Carlos Montenegro Júnior.

O CBA é o maior evento da agronomia brasileira, voltado para profissionais e estudantes do setor agrário, além de interessados na temática da sustentabilidade no campo. Promovido pela Cofaeab e realizado pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Rio de Janeiro (Aearj), o encontro tem como tema central este ano Agronomia do Presente: Cooperativismo, Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação. A programação prevê ainda apresentações de trabalhos científicos, mostra de produtos e plataformas digitais e cursos de atualização profissional. Sem falar nas palestras de figuras como os ex-ministros da Agricultura Alysson Paolinelli e Roberto Rodrigues, do diretor de Assistência Técnica e gerencial do Serviço nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Matheus Ferreira Pinto da Silva; representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (Fao) no Brasil, Rafael Zavala, e do ex-diretor-geral do órgão, José Francisco Graziano da Silva, entre outros nomes, de instituições de todo o País.