Imprensa

Sindag e Syngenta promovem dia de campo sobre aviação agrícola no PR

/ /

Movimentação será nessa quinta-feira (31), no Aeroporto Municipal de Goioerê, com a participação de parlamentares, autoridades e fiscais, além de profissionais do setor  

Deputados estaduais, vereadores, prefeitos, representantes de órgãos de fiscalização federais e do Estado e outras autoridades devem participar, na manhã dessa quinta-feira (31), de um dia de campo sobre aviação agrícola, em Goioerê, no noroeste paranaense. Promovido pelo Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag) e pela Syngenta, o encontro tem como tema Boas Práticas na Aplicação Aérea, mostrando as rotinas, técnicas e tecnologias que garantem a eficiência e a segurança operacional e ambiental do setor.

A movimentação vai ocorrer a partir das 8h30, no Hangar Cruzeiro, do Aeroporto Municipal Manoel Ribas (Rodovia PR-180, km 5)

A apresentação estará a cargo do professor Ulisses Antuniassi, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp/Botucatu) e coordenador do programa Certificação Aeroagrícola Sustentável (CAS). O evento contará com a participação também de operadores aeroagrícola, técnicos e outros profissionais do setor, reforçando. A abertura estará a cargo do Sindag e, além da palestra de Antuniassi, o professor vai coordenar também uma simulação de uma pulverização aérea, utilizando água sobre linha de papéis hidrossensíveis, para que o público possa visualizar a precisão da aplicação. A programação termina com um almoço de confraternização entre os presentes.

TRANSPARÊNCIA

Conforme o secretário executivo do Sindag, Júnior Oliveira, o encontro tem como foco reforçar junto aos operadores e profissionais os preceitos de boas práticas do CAS e, ao mesmo tempo demonstrar aos representantes da sociedade a importância e segurança da operação aérea para na produção agrícola do Estado. “O Sindag e suas associadas têm trabalhado forte a transparência como forma de aproximar o setor aeroagrícola da sociedade”, destaca Oliveira.

Ao mesmo tempo, a Syngenta investe forte, todos os anos, em capacitação de pessoal no campo para segurança operacional e ambiental. Além de apoiadora do CAS desde seu início, em 2013, a empresa possui iniciativas, por exemplo, como o programa Instrutores Mestres – que teve um dia de campo em aviação agrícola em parceria com o Sindag em dezembro de 2018, em Capivari do Sul.

Ações que, por sua vez, integram um dos seis compromissos públicos assumidos pela Syngenta em seu Plano de Agricultura Sustentável (The Good Growth Plan): o de promover a segurança das pessoas por meio de treinamentos sobre o uso correto e seguro de tecnologias.

A aviação agrícola brasileira existe há 72 anos e é reconhecida internacionalmente como uma das melhores do mundo. Além disso, é a única ferramenta para o trato de lavouras que possui regulamentação própria e, por isso mesmo, é a mais facilmente fiscalizável – lembrando que os produtos aplicados por aviões são usados também por meios terrestres (tratores e pulverizadores costais) e com os mesmos riscos.