Imprensa

SINDAG tem reunião com procuradora federal para clarear informações sobre o setor e buscar assento no FGCIA

/ /

Lideranças do SINDAG tiveram na última terça-feira (4 de outubro) uma reunião, em Porto Alegre, com a procuradora da República Ana Paula Carvalho de Medeiros, que coordena do Fórum Gaúcho de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos (FGCIA). O objetivo do encontro foi de aproximação e esclarecimento, além da busca de uma agenda comum para melhoria do setor e, mais uma vez, reiterar o pedido do sindicato aeroagrícola de integrar o FGCIA.

O sindicato aeroagrícola foi representado pelo secretário Nelson Coutinho Peña, pelo tesoureiro Francisco Dias da Silva e pelo diretor-executivo, Gabriel Colle, além do assessor jurídico Ricardo Volbrecht.

O grupo apresentou à procuradora as ações que o SINDAG tem promovido para melhoria do setor no Brasil, bem como números da aviação agrícola nacional e a descrição de como funciona uma empresa do setor.

Os representantes do SINDAG voltaram a criticar a nota divulgada pelo FGCIA em junho, condenando a “pulverização de agrotóxicos sobre as cidades”. Os diretores reiteraram a falta de bom senso da manifestação, que foi contra a proposta de se testar aviões no combate a mosquitos, mas causou alarde ao confundir os produtos que hoje são aplicados por terra pelas equipes de Saúde (e que seriam testados nos aviões) com os produtos que são para uso exclusivo em lavouras.

O grupo usou o exemplo para ilustrar a necessidade de técnicos com conhecimento em aviação agrícola no Fórum, a fim de evitar que a falta de informação sobre o setor gere novos episódios semelhantes. “Na própria da Procuradoria da República no Estado, o FGCIA é descrito como ‘espaço permanente, plural, aberto e diversificado de debate de questões relacionadas aos impactos negativos dos agrotóxicos’”, ressalta do diretor Gabriel Colle.

A procuradora Ana Paula elogiou a pró-atividade do SINDAG e a atitude da entidade de se expor na busca de diálogo com a sociedade. Ela informou que a participação do sindicato aeroagrícola no grupo será votada na próxima assembleia do Fórum, marcada para dezembro.

outubro-1