Imprensa

SkyDrones apresenta tecnologia na Nasdaq, nos EUA, e entrega aparelhos de resgate em SC

/ /

   Quase ao mesmo tempo em que a SkyDrones mostrava sua tecnologia para drone de regate aquático em Santa Catarina, na última semana, seu braço agrícola, a SkyAgri, era apresentado a investidores na sede da Nasdaq, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. A empresa – associada ao Sindag desde o início do ano passado – será ainda um dos destaques nas demonstrações práticas do primeiro dia do Congresso da Aviação Agrícola do Brasil, em agosto, em Maringá/PR. Situada em Porto Alegre, a SkyDrones também passou a ser considerada, em fevereiro deste ano, como Empresa Estratégica pelo Ministério da Defesa brasileiro.   

   Em Santa Catarina, a apresentação foi na segunda-feira (25) e marcou a entrega ao Corpo de Bombeiros de dois drones de resgate equipados com sistema SAR Tube – que lança uma boia auto inflável para a vítima em risco de afogamento. A entrega e a demonstração ocorreram durante o Seminário Direito e Gestão na Aviação com Emprego de RPA/Drones, promovido pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) e pelo Corpo de Bombeiros catarinense.

A movimentação foi acompanhada pela imprensa (veja AQUI)

   A SkyDrones foi representada pelo diretor Daniel Estima Bandeira, que, além de conduzir a demonstração e entrega dos aparelhos, também foi um dos palestrantes no Seminário. A palestra ocorreu durante o painel Inovação e empreendedorismo no uso de RPA/Drones na indústria, negócios e serviços. O sistema SAR Tube também já equipa drones dos bombeiros do Rio Grande do Sul e da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo (doados pela SkyDrones) e já foi vendido pela empresa gaúcha para a Alemanha (22 aparelhos para a Cruz Vermelha) e entregues para a Disney, nos Estados Unidos, e para um hotel de luxo na Jamaica.

TECNOLOGIA AGRÍCOLA

   No caso do encontro na Nasdaq, o CEO da SkyDrones, Ulf Bogdawa, apresentou a tecnologia operada, na verdade, pela SkyAgri, nascida em janeiro e que é uma spin-off (derivada, uma “filha”) da empresa gaúcha, que assumiu a tecnologia e as parcerias da SkyDrones para o setor agrícola. Bogdawa/SkyAgri falou aos investidores da Nasdaq também como parceiro (e a convite) da norte-americana AeroVironment, que por sua vez fabrica o drone Quantix, de monitoramento de lavouras – do qual a SkyAgri é representante para a América Latina.

   Para situar, a Nasdaq é a bolsa de valores dos Estados Unidos voltada para a área de tecnologias. O projeto brasileiro foi bastante elogiado e nos próximos dias Bogdawa deve enviar novas informações sobre a SkyAgri aos investidores norte-americanos, buscando atrair capital para o desenvolvimento de novas tecnologias. Ao mesmo tempo, a empresa brasileira está buscando parceiros no Brasil para operações em lavouras – o que pode incluir as próprias empresas aeroagrícolas.

   A SkyAgri venderia a esses parceiros pacotes básicos de tecnologia conforme a demanda em suas regiões (pulverização e monitoramento por imagens) e os treinaria, fornecendo também suporte em assistência técnica. Além de lhes alugar equipamentos extras, no caso de missões esporádicas.  No caso das imagens (onde o drone identifica desde as áreas com ataque de praga ou doença até os pontos que necessitam de fertilizantes) para om trato de lavouras, os drones têm capacidade de contar cada planta sadia da lavoura. Nesse caso, um serviço importante para clientes de seguro agrícola ou mercados futuros, já que torna mais precisa sua estimativa de colheita.  

Evento reuniu investidores em empresas de tecnologias

Bogdawa apresentou a SkyAgri a convite da norte-americana AeroVironment

Wahid Nawabi (presidente da AeroVironment), Ulf Bogdawa (SkyDrones/SkyAgri) e  Kirk J. Flittie ( vice-presidente da AeroVironment e diretor geral de Sistemas Aéreos Não-Tripulados)