Imprensa

SkyDrones busca parceiros em plataforma de investimentos

/ /

Faturamento da startup chegou a R$ 1 milhão em 2009 e foco agora é ganhar fôlego para enfrentar a concorrência chinesa em um mercado em expansão 

A empresa SkyDrones Tecnologia Aviônica, de Porto Alegre, foi incluída neste mês na plataforma de investimentos em startups CapTable, da StartSe. A expectativa é arrecadar R$ 2,6 milhões entre novos investidores para vitaminar uma empresa que faturou R$ 1 milhão em 2019 e alcançou R$ 500 mil só com a entrega de drones de janeiro. O foco da SkyDrones na busca de investidores é dar um salto para atender um mercado em expansão. Qualquer pessoa pode se tornar investidora a partir de 500 reais em um processo totalmente online.

Sobre isso CapTable marcou para esta quarta-feira (19) um webinar, para saber mais sobre como investir na SkyDrones e tirar dúvidas diretamente com a empresa.

Para participar, inscreva-se AQUI...

… e confira AQUI o vídeo de apresentação da empresa

MERCADO

Fundada em 2010, a empresa porto-alegrense é filiada desde 2017 ao Sindag – a primeira e possivelmente a única empresa do setor vinculada a uma entidade aeroagrícola. Apesar de liderar o mercado nacional, enfrenta concorrência principalmente de empresas chinesas. Por outro lado, aposta em diferenciais como experiência no mercado brasileiro, em softwares próprios para produtividade e no conhecimento sobre as culturas do agro nacional.

Além disso, o uso de drone é uma tendência crescente no complemento às operações com aviões. Isso desde arremates nas pulverizações, por exemplo, em áreas ambientalmente sensíveis ou pontos com obstáculos, ou mesmo trazendo para o escopo aeroagrícola lavouras menores hoje não atendidas por aviões. Neste caso, muitas vezes substituindo os pulverizadores costais.

Segundo a consultoria Ipsos Business, o mercado de drones de pulverização agrícola tem a expectativa de alcançar 600 mil unidades mundialmente. Destas, 30% estarão no mercado brasileiro. O país segue a tendência do agronegócio na China, onde já há mais de 20 mil drones em operação – número que dobra ano a ano.