Imprensa

Tecnologia aeroagrícola brasileira ganha destaque na feira da NAAA, nos EUA

/ /

Zanoni Equipamentos apresentou seu portfólio e o setor aeroagrícola brasileiro na AG Aviation Expo, que termina nessa quinta, em Orlando, na Florida

A brasileira Zanoni Equipamentos foi destaque na programação da quarta-feira (20) na convenção e mostra anual de tecnologias da Associação Nacional de Aviação Agrícola dos Estados Unidos (NAAA, na sigla em inglês), a AG Aviation Expo, que se encerra nessa quinta-feira (21), em Orlando, na Florida. A empresa paranaense apresentou sua tecnologia e produtos durante as Education Sessions, onde ocorrem os debates e palestras sobre novidades tecnológicas e de segurança para o quase centenário mercado aeroagrícola norte-americano.

Em sua terceira participação na feira da NAAA (a segunda com estande), a Zanoni havia firmado em maio deste ano uma parceria com a empresa norte-americana Turbine Convertions, que se tornou representante dos produtos da brasileira na terra do Tio Sam. A Turbine viabilizou o espaço na programação da AG Aviation Expo, que acabou se tornando também uma apresentação do setor aeroagrícola brasileiro. E com grandes expectativas, já que a palestra havia sido anunciada na programação da feira como “uma rara oportunidade de aprender com dois líderes em tecnologia dos dois maiores segmentos de aviação agrícola do mundo; EUA e Brasil”.

RESPALDO
Segundo o engenheiro Juliano Mastella, a mostra do panorama daqui – frota, regulação, história, crescimento e desenvolvimento do setor, lavouras onde atua e até a história e papel do Sindag – foi importante para atestar a capacidade da Zanoni aos expectadores em Orlando. “Nós mostramos como é a aviação agrícola no Brasil justamente para deixar claro que não somos novatos, já que estamos há 20 anos nesse ramo”, destaca. Ele fez a apresentação junto com o os diretores Sérgio Zanoni e Bill Hatfield (Turbine).

Desenvolvendo e fabricando equipamentos para pulverização agrícola em aço inoxidável (desde caixas de alijamento e comportas hidráulicas até atomizadores rotativos, passando por bombas, filtros e outros itens) a expectativa é conquistar os Estados Unidos, mas com os pés no chão. “Estamos entrando com uma opção a mais em um mercado com relativamente poucos fornecedores locais. E apostando na durabilidade do aço inox, onde já somos fortes no Brasil. Porém, com um passo de cada vez”, resume Mastella.

A ideia da parceria entre a Zanoni e a Turbine nasceu e foi costurada praticamente em meio ao movimento dos congressos aeroagrícolas do Sindag (onde norte-americana estreou na edição de agosto de 2017, em Canela/RS) e da NAAA – onde a brasileira esteve pela primeira vez em dezembro de 2017, para conferir o mercado local. “Em maio deste ano, visitamos a sede da Turbine no Estado de Michigan (na cidade de Nunica)”, conta o representante da Zanoni, sobre a parceria que deverá significar também o desenvolvimento de novas soluções para o mercado aeroagrícola dos dois países.

Mastella fez a apresentação da Zanoni para os operadores e técnicos norte-americanos, junco com Sérgio Zanoni e Bill Hatfield (sentados)