Colunas

Tecnologia de aplicação aérea de fungicidas

Fungicidas são pulverizados por via aérea nas culturas da soja, arroz e milho. Esta técnica traz benefícios ao agricultor, entre eles, a manutenção do potencial produtivo pelo adequado controle dos patógenos e o não amassamento das plantas, fato que é observado nas aplicações terrestres.

Lançamos uma pergunta ao leitor: qual o tipo de aplicação aérea de agroquímicos que exige mais cuidados, que necessita maior rigor na sua execução?

Alguns responderão que tanto herbicidas, quanto fungicidas e inseticidas são igualmente importantes. E nós concordamos com esta opinião.

Outros dirão que os maiores cuidados devem ser tomados nas aplicações de herbicidas, pois a eventual deriva de gotas para áreas vizinhas pode danificar culturas sensíveis. E nós concordamos com esta opinião.

Outros afirmarão que os inseticidas exigem maiores cuidados, devido a sua toxicidade, que em caso de deriva pode contaminar pessoas, gado e insetos benéficos. E nós também concordamos com esta opinião.

Mas e os fungicidas? Podemos “relaxar” um pouco nos cuidados com as aplicações? É claro que não. Os fungicidas exigem muito rigor na sua pulverização, e destacamos aqui três motivos:

1º) São produtos com pouca ou nenhuma mobilidade nas plantas, ou seja, não são “tão sistêmicos” como outros agroquímicos. Então, precisamos atentar para uma cobertura mais rica e uniforme de gotas sobre o alvo.

2º) No caso de ocorrência de deriva para fora da área alvo, mesmo que não cause danos em culturas vizinhas, resultará numa sub-dose na área que estamos aplicando, o que implica em redução no período de ação dos fungicidas.

3º) Quando acontece uma falha na aplicação, devido ao desalinhamento dos tiros, ou próximo a obstáculos, e estamos aplicando herbicidas ou inseticidas, é possível observar o mau controle das plantas daninhas ou dos insetos nos dias seguintes à aplicação, e fazer ações corretivas. Mas com fungicidas, só vamos descobrir o problema muito tempo depois, e já será tarde para corrigir.

Então, não esqueça: todas as aplicações aéreas de agroquímicos exigem cuidados rigorosos para sua execução, mas dê uma atenção especial aos fungicidas.

Boa safra a todos!