Imprensa

Balanço e metas na pauta da Convenção de Colaboradores

/ /

Pelo menos 200 associados no Sindag (hoje são 170) e 100 no Ibravag (onde o quadro está começando a se formar) em 2020, e elevar em cerca de 25% e 30%, respectivamente, o número de expositores e o público do congresso aeroagrícola de 2020, em relação à edição ocorrida este ano. Essas são algumas das metas do Sindag para o próximo ano, conforme os planos apresentados nessa quinta-feira (19) na 3ª Convenção de Colaboradores do Sindag, ocorrida em Porto Alegre.

Marília, Colle, Nara, Laura e Oliveira: equipe da sede  teve ainda palestras sobre saúde e desenvolvimento

A apresentação sobre os avanços do ano e o que esperar para 2020 ficou a cargo do diretor-executivo Gabriel Colle. O grupo também fez um balanço das melhorais em cada núcleo: Administrativo, Eventos, Relacionamento, Digital e Institucional. A equipe teve ainda palestras sobre cuidados com a saúde – a cargo da fisioterapeuta Márcia Machado e do professor Marcos Bitencourt, e sobre desenvolvimento comportamental, com o instrutor trainer Andrei Daniel dos Santos. As palestras abrangeram também Comunicação Interna (Marília Güenter), Os 4 temperamentos em nossa vida interior (Júnior Oliveira), a utilização inteligente das redes sociais (Laura Haidrich) e O novo fluxo financeiro (Nara Alteneter).

PERSPECTIVAS

A apresentação das metas para 2020 se debruçaram também sobre o Planejamento Estratégico elaborado pela diretoria da entidade com ações ainda para os próximos três anos. Nesse caso, terão foco mais imediato ações como a implantação do sistema de ensino à distância (EAD) para os associados, além da assessoria para a abertura de novas empresas e a consolidação das representações do Sindag em cada Estado, bem como a ampliação das relações com entidades do agro. Seguem com força também, entre s várias frentes de atuação, a agenda permanente em Brasília (com parlamentares, autoridades e entidades parceiras), bem como a articulação por um marco regulatório para o setor aeroagrícola.

Dois mil e vinte deverá também ser o ano das novas parcerias com mais órgãos de pesquisa e da formação de um fundo para financiar estudos, bem como a realização de convênios com 50 instituições de ensino. Além disso, o sindicato aeroagrícola vai trabalhar forte nas análises estratégicas de mercado aeroagrícola, na aproximação com o setor de drones e na certificação das empresas associadas. Ainda na qualificação, as metas incluem a participação de mais empresas nas ações do Pacto Global da ONU, a realização de mentorias para pelo menos 100 associadas e multiplicar o número de empresas com planejamento estratégico.

Sem esquecer do trabalho em comunicação com os públicos internos e externos, o que abrange desde a preparação de pelo menos 50 vídeos de um minuto sobre o setor até articulações para maior aproximação com a imprensa.  Além da equipe presente no encontro de quinta, as metas para 2020 envolvem também os 14 diretores do Sindag, as assessorias e os representantes dos grupos de trabalhos específicos.

[fbcomments]