Argentina monitora seis nuvens de gafanhotos e promove seminário sobre controle da praga

Insetos estão espalhados por três províncias e técnicos seguem monitorando deslocamento, enquanto evento via web discute nesta quarta formas de controle aéreo, produtos e proteção às abelhas

Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa) já monitora seis nuvens de gafanhotos no norte do país. A mais recente teria sido reportada na segunda-feira (9), por produtores na província de Salta, na fronteira com o Paraguai. Porém, esse grupo de insetos esse novo grupo de insetos ainda não localizado (logo, não confirmado) pelos agentes do Senasa. Os técnicos seguem procurando a nuvem, considerando estimativas de como os insetos se deslocam a partir dos fatores temperatura e vento na região – que em Salta segue soprando no sentido sudoeste esta semana.

Técnicos rastreiam seis grupos de insetos espalhados pelo norte do país vizinho

Entre as outras cinco nuvens, há mais uma em Salta (próximo à divisa com Jujuy) e outra no norte da província de Tucumán. E as outras três que estão na província de Santiago Del Estero. Segundo o chefe do Programa Nacional de Gafanhotos e Ticuras da Argentina, Hector Emílio Medina, a nuvem mais ao sul de Santiago Del Estero havia ingressado em Córdoba no domingo (9). Mas já na terça voltou a Santiago, seguindo a direção do vento – que ali segue soprando para noroeste nos próximos dias.

Medina explica que as nuvens ainda não causaram danos significativos na agricultura. Conforme o coordenador, na segunda teria ocorrido algum ataque em plantações de cebola em Santiago – mas ele não quantificou o estrago.

Além disso, as temperaturas mais baixas no norte da Argentina, em relação à semana anterior, reduz o ritmo de deslocamento das nuvens. E pode facilitar uma ação de aplicação de inseticidas, com os insetos ficando mais tempo pousados – para isso, eles precisam ser localizados a tempo de se traçar o perímetro da nuvem no solo e programar a pulverização para as primeiras horas do dia seguinte, antes que decolem.

 

SEMINÁRIO

Enquanto isso, o Senasa está promovendo para esta quarta-feira (12) um seminário virtual sobre controle de gafanhotos. O evento terá a participação da Federação Argentina de Câmaras Agroaéreas (FeArCa), falando sobre recomendação para aplicações aéreas no controle dos insetos.

A programação terá apresentações também sobre de orientações sobre produtos fitossanitários e até manejo para proteção das abelhas. Tudo a partir das 18 horas, via YouTube, no link:

Comments

wonderful comments!