Brigada Aerotex tem seu primeiro acionamento para a temporada de incêndios deste ano

A Brigada de Incêndio da Aerotex, no município goiano de Rio Verde, teve no último dia 7 seu primeiro acionamento para a temporada de combate aéreo a incêndios este ano. A operação contou com duas aeronaves para conter as chamas em uma lavoura de milho. O fogo começou devido a uma pane na plataforma de uma colheitadeira que estava e campo e as chamas foram contidas rapidamente. Dois aviões da Aerotex decolaram oito minutos depois do chamado e realizaram cinco lançamentos de água.

A Brigada iniciou suas operações 2020 no dia 1º de julho. Em maio, os 15 pilotos que se revezam este ano nos plantões de combate a incêndios tiveram seu treinamento atual para a atividade. Em seis horas de aula teórica, eles repassaram os conhecimentos em navegação, meteorologia e fraseologia na comunicação via rádio, além de segurança operacional, boas práticas na Brigada Aérea e eficiência no combate. Além disso, os profissionais passaram por duas horas de treinamento em voo.

PROJETO

Este é o terceiro ano do projeto, que atende produtores rurais no sudoeste goiano nos incêndios em lavouras. O serviço vai até setembro, começando com dois e chagando a até cinco aviões atendendo os produtores, conforme vai avançando as condições propícias para chamas nessa época do ano (calor, baixa umidade e vento).

O projeto tem ainda a parceria do Sindicato Rural de Rio Verde. Pelo sistema da Aerotex, os produtores que aderem ao programa pagam a prontidão dos pilotos e do profissional de apoio em solo. E, quem aciona o serviço, paga as horas voadas dos aviões. Além disso, metade do valor arrecadado pela Brigada a cada temporada é direcionada para entidades filantrópicas de Rio Verde.

Operação aérea evitou que as chamas se espalhassem por uma lavoura de milho

Operação aérea evitou que as chamas se espalhassem por uma lavoura de milho