Debate Web sobre a atuação da aviação agrícola em combate a incêndios

Série de encontros promovida pelo Sindag e Ibravag terá nesta quarta (2) pilotos, empresários e autoridades em combate a incêndios florestais discutindo ao vivo o tema

Aviação agrícola e combate a incêndios no Brasil será o tema da série Debate Web na próxima quarta-feira (2), às 10 horas. A promoção é do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag) e do Instituto Brasileiro da Aviação Agrícola (Ibravag) e a transmissão será ao vivo pelo canal do Sindag no YouTube (www.youtube.com/sindagaviacaoagricola). A ideia é traçar um cenário das operações aéreas contra chamas no Brasil e a importância da aviação agrícola nesse tipo de operação, sua efetividade e vantagens. Isso além de subsídios para um plano nacional contra os focos de incêndios em áreas de vegetação.

Entre os debatedores estarão a especialista em aviação agrícola Mônica Maria Sarmento e Souza, do Ministério da Agricultura, e o tenente-coronel da reserva Rodrigo Tadeu de Araújo, do Corpo de Bombeiros de São Paulo. Mônica tem formação em Aviação de Combate a Incêndios em Campos e Florestas pelo British Columbia Forest Service/Canadá; pela Junta de Andaluzia/Espanha e Governo do Chile. Ela é uma das mais importantes autoridades do País nesse tipo de operação. Já Araújo ajudou a implantar em São Paulo o modelo onde o Corpo de Bombeiros atualmente conta com empresas aeroagrícolas no apoio às operações contra chamas em reservas naturais. Para isso, quando na ativa ele visitou o Call Fire da Califórnia, que serviu de inspiração para o modelo paulista.

O time de debatedores tem ainda o piloto agrícola Antônio Carlos da Silva e os empresários aeroagrícolas e pilotos Marcelo Amaral e Salmon Rezende, todos com vasta experiência em operações contra as chamas. Completam a equipe o tenente-coronel bombeiro Márcio da Silva e o bombeiro civil Antenor Velasco, ambos também gestores em segurança. 

O combate a incêndios em campos e florestas está desde 1969 entre as prerrogativas legais da aviação agrícola no Brasil. Só no ano passado, empresas aeroagrícolas realizaram mais de 1,8 mil lançamentos de água contra chamas em diversos Estados – inclusive na Floresta Amazônica. Além disso, no último dia 18 de agosto o Sindag reforçou a proposta ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para a criação de um Plano Nacional de Combate a Incêndios com o uso de aviões agrícolas.

Comments

wonderful comments!